Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lembrar-se

Minha pele bebe avidamente a chuva fria.
Maldita seca civilizatória!
Maldito conformista céu azul!
Malditos sejam os vendedores de guarda-chuvas!
Malditas sejam as marquises!
Maldita seja essa roupa e seu calor ilusório!
Malditos sapatos me protegendo do chão duro!

A chuva tamborila ferozmente o telhado
Abafando o silêncio barulhento e cinza.
A rua chora de alegria pelo meio-fio.
As árvores dançam discretamente ao longe
O céu em violeta se veste e se desmancha.
Eu esqueci o guarda-chuva e lembrei de mim!

Dara Le Fay 3/12
Dara Pinheiro
Enviado por Dara Pinheiro em 02/07/2020
Código do texto: T6994148
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Dara Pinheiro
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil, 34 anos
39 textos (695 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/08/20 18:59)
Dara Pinheiro