Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Há sempre

Fecho os olhos e fico a imaginar um momento contigo. Eu pegando no seu rosto, você sorrindo meio desajeitado...
há sempre um sorriso seu para acender algo em mim.
Você me olha de um jeito que eu não consigo decifrar, e eu lhe olho de um jeito em que até quem não sabe o significado da palavra “decifrar” saberia decifrar meu olhar para ti.
Há sempre um olhar seu para acender algo em mim.
Eu pego em suas mãos e parece que você não está acostumado com isso.
Lhe aproximo e lhe dou um abraço.
Há sempre um abraço seu para acender algo em mim.
Pego na sua nunca, a beijo.
Pego no seu rosto, o beijo.
Pego na sua boca, a beijo.
Há sempre um beijo seu para acender algo em mim.
Foram os segundos mais incontáveis da vida mas ao mesmo tempo foram os segundos mais contáveis do tempo.
Não sei o que é infinito mas estimo que soube um pouco na hora em que os nossos lábios se encontraram.
Há sempre um infinito para viver com você,
E é por isso que te amo.
Te amo por saber fazer um infinito diante dos finitos segundos.
Há sempre você para me acender.
Milena da Vera Cruz
Enviado por Milena da Vera Cruz em 03/07/2020
Código do texto: T6995097
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Milena da Vera Cruz
Belém - Pará - Brasil, 19 anos
186 textos (5925 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/08/20 09:21)
Milena da Vera Cruz