Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O ÉBRIO


O ébrio esconde até de si seus graves segredos, afogando suas mágoas num copo fundo de vidro.

Transborda em pranto e em agonia,
sufocando uma dor anestesiada
que nem sabe mais onde foi que guardou.

O ébrio esqueceu que vive e respira,
dizendo não mais merecer a felicidade,
a sorte e o amor.

...cansou os olhos e desvia da vida
um olhar que nem seu espelho o reconhece
e por causa disso nem mais encara
sua face, sem rosto.

...perdeu o seu rumo,
mas sabe bem onde dará o final
desta estrada que já não é mais a mesma,
todos os dias.

O ébrio conduz seu resto de vida pra morte, 
amparado num corpo tantas vezes carregado
e despejado num cantinho que bagunçou ,
pra ser o seu lar.

O ébrio se escondeu dos seus,
se afastou do amigo que um dia
apertou sua mão
e em seguida partiu!

O ébrio passou, se entregou sem dizer, sem se ver, sem perceber não viveu!

O ébrio marcou um encontro,
guardou um segredo ,
esqueceu-se de contar  para si mesmo
e perdeu!

O ébrio bebeu, bebeu,
depois de muito beber,
arregalou-se,
suspirou sem ter dor
e morreu!
SERRA GERAL
Enviado por SERRA GERAL em 16/09/2020
Código do texto: T7064828
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
SERRA GERAL
Lages - Santa Catarina - Brasil
535 textos (8427 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 21:17)
SERRA GERAL