Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escravos do Sistema

Então é assim?
Sempre soube, que era golpe....
...sempre foi atitudes, nunca foi sorte!!!
Quer me foder? Me beija!
Me apertou sem abraçar
Sistema capeta
Que te escraviza, manipula
Pega o seu irmão pra ser seu algoz
E vc se humilha pra ser aceito pra quela vaga
Da o sangue por mixaria
Aonde dúvido que o patrão aceitaria
O que vc aceita
Se todos para, greve geral
A firma não lucra
A maioria representa tudo
Mas ninguém se ajunta
Cada 1 da sua forma se conforma
Nos contentamos com o que nos sujeita um salário de merda
Aonde o dinheiro sempre acaba
Antes da próxima remessa
Mas isso é cultura brasileira
O salário mínimo que o diga
Invista em estudos, sabedoria
Sacrifícios da Vida
Pra adquirir uma posição melhor
E ser o esquema do esquema.
Mas isso é em Tudo
A educação o olhar o próximo
É preconceituoso
Não é só o caso do negro e do branco
Sou pardo com cara de malandro
Assim a sociedade se expressa
Se estou a pé a madame segura a bolsa
Se estou de bike
Ela sobe o vidro trava a porta e sorri com medo
Os PMs  na maioria enquadra
O preconceito, as pessoas se concentam com o julgamento que acham de VC
Te inferioriza, menospreza, mas na verdade entendo estão com medo
A nossa força é maior do que tudo
Em minha defesa o que não sei aprendo
E na humildade aceitei vir a esse mundo
Pobre e loko
Mas sorrio lembro dos meus princípios
E diante dessas palavras choro como menino
Sou sincero, transparente verdadeiro
E quando tenho a oportunidade de expressar o baguio fica Loko
Quem me conhece sabe dos meus cinco minutos
Mas não adianta discutir com o espelho
O reflexo está distorcido
O que é de verdade, está sendo questionado
Ache o seu sentido em meio a isso
E seja feliz na medida do possível
Pois dúvido que sentirás em Paz
Quando algo está te incomodando
Quem olha pro lado?!
Quem ajuda sem antes se ajudar primeiro?!
Não adianta descobrir um santo
Pra cobrir outro
Tantas coisas que sabemos
E mesmo assim não praticamos...

Sempre Assim
É ao contrário
Pensa pensa pensa
Mas o destino é imprevisível
E faz do seu jeito
Semana passa
hoje, ainda continua o mesmo
Sol quente abafado terça feira
Esquenta esqueleto
Sempre correndo
Pra não se chegar em lugar algum
Ou em três lugares ao mesmo tempo
Paralisado confinado
Pandemia do momento.
Segunda onda
Prevista, nos manipula a Vida
E caímos na armadilha
Nas mídias
Fake News, mentiras
Tanta informação inútil
O processo fica lento
O raciocínio trabalha tanto
Que não funciona
Sobrecarregado
Só pensa besteiras
Por fim utiliza de forma errada
A sua natureza
Sendo brevemente breve
Aonde o tempo voa
Numa velocidade absurda
Não pisque
Em um piscar de olhos
Pode se passar uma Vida

A favor de Deus
Que permite quase Tudo
Busque entendimento e sabedoria
Deixe de ser tão ingrato
Antes de tudo se perdoe
Mesmo não se achando culpado
Olhos cheio de lágrimas
Aonde estou errando, me diga?
Até quando vou viver essa mentira?
Argumentos não me falta
E cansado de me sentir assim
Peço pelo fim da Vida
Diante de tanta luta
Seria uma conquista
Pois na altura do campeonato
Recomeçar
Cansado desmotivado seria uma tortura
Sim confesso
A culpa é toda minha
Na minha inteligência
Usei abusei hoje não vejo diferença
Pequei por falta de escolhas
Opção fácil
A vida passou rápido
Hoje não sonho
Apenas sobrevivo
Cada dia diferente do outro
Mas quando se passa semanas
Parece tão igual
Comparado a anos.

Não desejo aparecer
Encontrar com ninguém
Pra ser sincero
Tenho medo de descontar em quem n devo
Minha frustração meu ódio
Como já disse
Ninguém tem culpa
Sou réu confesso
Me tornando meu inimigo
Meu monstro.

Então sorrio
Aonde me emociono
Aonde domino
Na respiração entre lágrimas e desespero
Toda essa energia que criei com o tempo
Mas algo me vence
Me faz ir além de mim mesmo
Uma força que aumenta
Me levando adiante
Um Amor verdadeiro
Sem esse peso
Quanto mais sabemos
Mais nos perguntamos
Pq tanto?
Pra que tanta luta pra se lutar a vida toda, sabendo que o fim ninguém sobreviverá a essa luta
Estamos condenados a morte
Escravos do Sistema
Entre diplomas
Experiências a sabedoria que se conquista
Mas vc nasce ou não com inteligência
Um pouco de tudo
Vc aprende na raça
Sobrevive de qualquer jeito
De qualquer forma vc ganha uma grana
Na humildade sempre aceita
Se propõem a loucuras
Pro no fim saber que foi pra Nada
Se contentou com o que a vida lhe Deu
Hoje não vê mais graça
Se antecipa e com isso se vai
Supresas, Encanamentos e Promessas...
Alessandro M P O F
Enviado por Alessandro M P O F em 02/02/2021
Código do texto: T7174676
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Alessandro M P O F
São Paulo - São Paulo - Brasil, 39 anos
341 textos (2305 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/04/21 16:55)
Alessandro M P O F