Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUADRO- NEGRO

                                   QUADRO-NEGRO

    Vendo-te, meu quadro-negro, novinho em fôlha, eu sinto um quê de
tristezas e alegria.
    O negror profundo da tua face, santificada por uma auréola nívea
de marfim, faz pensar no teu destino, que poderá ser glorioso mas
também ignóbil.
Estamparás em tua face expressões vis que humilham? Transmitirás as
vozes nefandas dos vendilhões grotescos? Serás o arauto da ignomínia
ou do negativismo estulto das idéias iconoclastas?
    Vejo-te, então, angustiado, esconder tua face que foi pura, em
véus esgarceantes de poeira branca, fina e leve...
    Alimento, ao contemplar-te, a visão consoladora de que seguirás a
trilha de louros para a qual tu fôste criado.
    Serás o pegureiro que reconduzirá ovelhas transviadas ao redil.
    Cantarás epopéias de amor, de glórias e derrotas.
    Desbravarás, em traços curvos e retilíneos, os horizontes de terras
remotas, acolhedoras ou inóspitas.
    Desvendarás os mistérios da Ciência e a filosofia da Vida e da Morte
    Delinearás ângulos de luz e sombra, que só a Arte sabe dar.
    Transmitirás os mais lindos versos que as almas dos poetas
rendilharam.
    Porás, carinhosamente, um mundo de números e letras nas cabeças
gentis das criancinhas.
    Serás, então, um missionário do Bem, da Ciência, da Virtude, do
Amor e da Beleza.
    E eu desejo que isto aconteça para ti, meu quadro-negro, novinho
em fôlha.
Celisa Diniz Corrêa
Enviado por Celisa Diniz Corrêa em 01/11/2007
Código do texto: T718562

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de Celisa Diniz Corrêa). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Celisa Diniz Corrêa
São Paulo - São Paulo - Brasil
47 textos (2541 leituras)
1 áudios (110 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 22:14)
Celisa Diniz Corrêa