Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Musa de poeta

É a rosa de vista incerta
Face lívida que lança de si
Em ser voluptuosa do pobre doido.

Vai de encontro ao nosso peito
Quebrado entre lágrimas
Do sonho do ser ingênuo.

Punge ali!
A sombria voz sem consolo
Do afago em nossos sentidos
Onde nasce o nosso desejo.

Hás de amar a paisagem erma
Sem o cântico do Sabiá
No incompreendido pranto amargo
Ansioso e bem aventurado.

Fernando A. Troncoso Rocha
Fernando Troncoso
Enviado por Fernando Troncoso em 15/11/2007
Código do texto: T738260

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fernando A. Troncoso Rocha). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Troncoso
Praia Grande - São Paulo - Brasil
243 textos (4776 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 13:19)
Fernando Troncoso