Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Raízes

Levantei vôo e cruzei os ares,
atravessei as nuvens e vi
um arco-íris no horizonte,
dirigi-me a ele e toquei-o
com as pontas dos dedos:
de cada cor soltou-se um aroma delicioso
e embriaguei-me de prazeres.

Voei mais alto
e alcancei o Sol,
seu fogo não me queimou,
mas abriu um largo caminho
para uma terra de fantasias maravilhosas:
fui naquele momento
tudo o que sempre desejei ser,
envolvi-me com seu aro luminoso
e permaneci observando
a imensidão de meus sonhos.

Fiz um pequeno esforço
e atravessei a barreira das estrelas,
vi um mundo irreal,
um paraíso todo perfeito
e ao meu alcance,
vi o infinito e desejei alcançar o seu fim
e lá permanecer
o resto dos meus dias...

Então olhei para baixo
e o que vi?
— Nada!

Esforcei um pouco o olhar
e notei que havia
uma minúscula partícula de pó,
longe,
muito longe...
— Zombei!

Porém, ao tentar apoiar-me no infinito,
ele evaporou-se,
e com ele tudo o que estava à minha volta:
exceto o grão de pó.

Percebi, então, que a única coisa
real mesmo,
era aquele grão que vagava
tão longe de mim...

Esforcei-me e tentei descer
em direção ao mundo real e,
à proporção que me aproximava,
ele tomava dimensões cada vez maiores,
até que perdi o controle
e espatifei-me no chão,
em meio a raízes...

Ali fiquei, porque ali é o meu mundo,
e continuei a rastejar entre as raízes,
pois são as minhas próprias raízes...


[791115]
Rufus
Enviado por Rufus em 19/11/2007
Código do texto: T743592

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rufus
São Paulo - São Paulo - Brasil
7 textos (136 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 22:28)