Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Jamais silenciem os sinos.
(Resposta ao “Por quem os sinos dobram?”)

Os sinos tocam para a morte e para a vida. 
Os sinos anunciam as horas, mormente as dos “Angelus”...
Os sinos provocam revoadas…
Tangem o tempo dos homens...
Os sinos dobram em homenagens,
Louvam e alegram qualquer ermida
Qualquer esquecido lugarejo…
Os sinos são sinais sonoros de vida,
Ecoam em notas que parecem rasgarem o firmamento.
Parecem comandos às legiões de Anjos,
Que se aprontam, para suas terrenas demandas.
Os sinos ressoam alegrias, às vezes tristezas,
Tal e qual a vida.
Penetram como alertas nos incautos tímpanos humanos,
Às vezes os emocionam, 
Às vezes os fazem parar e refletirem, 
E por fim, sensatamente, agradecerem…
O silêncio dos sinos paralisam os instantes…
Nem ladram os cães, nem oram os fiéis, nem abrem-se as portas..
Quando silenciam-se os sinos 
Ou celebra-se a Paixão ou é morte do sineiro…
O silenciar dos sinos traz tristezas...
E ensurdece,
Pois dão lugar aos gritos das consciências, 
Quão ótimos são os seus estridentes badalos!
E quão esperado são os seus acionamentos!
O sinos são as vozes dos fiéis,
Os sinos são “dedos de prosas” com Deus, 
São até despertadores. 
Os sinos ligam a terra aos céus.
Em brados de súplicas e reverências,
Na verdade, os sinos anunciam o triunfo,
Da Luz sobre as trevas, do Bem sobre o mal!
Com sua cadência nos lembram o prometido:
“Cristo… triunfante… vai voltar
Cristo… triunfante… voltará…”
Que assim soem todos os sinos
E que assim todos os homens os ouçam!
Ronaldo Aparecido Silva
Enviado por Ronaldo Aparecido Silva em 04/12/2017
Reeditado em 04/12/2017
Código do texto: T6189489
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ronaldo Aparecido Silva
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 59 anos
429 textos (11896 leituras)
13 áudios (512 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 14:41)
Ronaldo Aparecido Silva

Site do Escritor