Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"GALAXIAS PERCORREM O INFINITO SIDERAL MAIS RÁPIDO QUE A LUZ" por GÉSNER LAS CASAS = em RETALHOS D'ALMA relatados por inteiro em LEMBRANÇAS ANTIGAS E em VELHAS RECORDAÇÕES =

"GALAXIAS PERCORREM O INFINITO SIDERAL MAIS RÁPIDO QUE A LUZ" por GÉSNER LAS CASAS
= em RETALHOS D'ALMA relatados por inteiro em LEMBRANÇAS ANTIGAS E em VELHAS RECORDAÇÕES =
“GALÁXIAS DISTANTES ESTÃO SE MOVENDO MAIS RÁPIDO QUE A LUZ” = POR JÉSSICA MAES, EM SEGUNDA-FEIRA, 30/04/2018 COM PESQUISA E, ANÁLISES DE GÉSNER LAS CASAS {NA TEORIA QUÂNTICA DO CAMPO O PRINCÍPIO DA INCERTEZA DE HEISENBERG INDICAM QUE OS FOTÕES PODEM VIAJAR A QUALQUER VELOCIDADE POR PEQUENOS PERÍODOS DE TEMPO. ESTES FOTÕES PODEM TER QUALQUER VELOCIDADE INCLUINDO VELOCIDADES MUITO SUPERIORES À DA LUZ. O NEUTRINO É UMA PARTÍCULA SUBATÔMICA SEM CARGA ELÉTRICA E QUE INTERAGE COM OUTRAS PARTÍCULAS APENAS POR MEIO DA GRAVIDADE E DA FORÇA NUCLEAR FRACA, DUAS DAS QUATRO FORÇAS FUNDAMENTAIS DA NATUREZA, AO LADO DA ELETROMAGNÉTICA E DA FORÇA NUCLEAR FORTE. É CONHECIDO POR SUAS CARACTERÍSTICAS EXTREMAS: É EXTREMAMENTE LEVE, ALGUMAS CENTENAS DE VEZES MAIS LEVE QUE O ELÉTRON, EXISTE COM ENORME ABUNDÂNCIA, É A SEGUNDA PARTÍCULA MAIS ABUNDANTE DO UNIVERSO CONHECIDO, DEPOIS DO FÓTON, E INTERAGE COM A MATÉRIA DE FORMA EXTREMAMENTE DÉBIL, CERCA DE 65 BILHÕES DE NEUTRINOS ATRAVESSAM CADA CENTÍMETRO QUADRADO DA SUPERFÍCIE DA TERRA VOLTADA PARA O SOL A CADA SEGUNDO. HÁ TRÊS TIPOS DE NEUTRINOS; ELES TÊM ESSES NOMES PORQUE O NEUTRINO DO ELÉTRON, O NEUTRINO DO MÚON; NEUTRINO DO TAU; E O NEUTRINO DO ELÉTRON, SÓ PARTICIPAM DE INTERAÇÕES ENTRE PARTÍCULAS SUBATÔMICAS EM QUE O ELÉTRON TAMBÉM PARTICIPA. O DE MÚON SÓ NAQUELAS EM QUE O MÚON TAMBÉM PARTICIPA; E O MESMO COMO O DO TAU, O MÚON E O TAU SÃO TRÊS PARTÍCULAS ELEMENTARES QUE, JUNTAMENTE COM OS TRÊS NEUTRINOS, SÃO CLASSIFICADAS COMO LÉPTONS. EXISTEM TAMBÉM OS ANTINEUTRINOS, OU ANTIPARTÍCULAS DOS NEUTRINOS. OCORREM TAMBÉM EM TRÊS SABORES: DO ELÉTRON, DO MÚON E DO TAU. OS TRÊS TIPOS DE NEUTRINOS TRANSFORMAM-SE ESPONTANEAMENTE UNS NOS OUTROS, FENÔMENO CONHECIDO POR "OSCILAÇÃO DE NEUTRINOS". CARGAS E MASSA: OS NEUTRINOS NÃO POSSUEM CARGA ELÉTRICA NEM CARGA DE COR, A "CARGA" DAS INTERAÇÕES FORTES. NÃO SE SABE O VALOR EXATO DE SUAS MASSAS, MAS INDÍCIOS INDIRETOS APONTAM QUE DEVEM SER ALGUMAS CENTENAS DE VEZES MENORES QUE A MASSA DO ELÉTRON, QUE É DE 0,511 MEV/C2, OU MENOS. OS EXPERIMENTOS REALIZADOS COM OSCILAÇÕES DE NEUTRINOS DÃO INDICAÇÕES DIRETAS APENAS DAS DIFERENÇAS ENTRE OS QUADRADOS DAS MASSAS DOS TRÊS TIPOS. HÁ TRÊS DESSAS DIFERENÇAS, ENTRE NEUTRINO DO ELÉTRON E DO MÚON; ENTRE DO MÚON E DO TAU; E ENTRE DO ELÉTRON E DO TAU, MAS APENAS DOIS VALORES FORAM OBTIDOS ATÉ AGORA: 0,000079, EV/C2, 2 E 0,0027, EV/C2, 2, COMO ESTAMOS FALANDO DE DIFERENÇA ENTRE OS QUADRADOS DAS MASSAS, PELO MENOS UMA DAS MASSAS TEM QUE SER PELO MENOS IGUAL À RAIZ QUADRADA DESTE VALOR. ASSIM, EXISTE PELO MENOS UM NEUTRINO COM MASSA DE PELO MENOS 0,04 EV/C2. INTERAÇÕES: COMO NÃO POSSUEM CARGA NEM COR, OS NEUTRINOS NÃO INTERAGEM ELETROMAGNETICAMENTE NEM POR MEIO DA INTERAÇÃO FORTE. APENAS INTERAGEM COM A MATÉRIA POR MEIO DA FORÇA GRAVITACIONAL E DA FORÇA FRACA. ESTAS SÃO INTERAÇÕES MUITO DÉBEIS. PARA HAVER PROBABILIDADE APRECIÁVEL DE UM NEUTRINO INTERAGIR COM PELO MENOS UM PRÓTON, ELE DEVERIA ATRAVESSAR UMA CHAPA DE CHUMBO DE UM ANO-LUZ DE ESPESSURA.} = “O QUE SE IMAGINAVA SER IMPOSSÍVEL ACONTECE: GALAXIA ANDRÔMEDA PERCORRE O INFINITO SIDERAL DO UNIVERSO MAIS RÁPIDO QUE A LUZ”- <UMA DAS PRIMEIRAS COISAS QUE APRENDEMOS NAS AULAS DE CIÊNCIA É QUE NADA PODE VIAJAR MAIS RÁPIDO DO QUE A VELOCIDADE DA LUZ. ESSA É UMA REGRA FUNDAMENTAL PROPOSTA POR ALBERT EINSTEIN EM SUA TEORIA DA RELATIVIDADE. MAS, OS FÍSICOS ACREDITAM AGORA QUE PELO MENOS UMA COISA PODE QUEBRAR ESTA REGRA, OU PELO MENOS PARECE QUEBRAR, O PRÓPRIO UNIVERSO. OS ASTRÔNOMOS ACREDITAM QUE HÁ GALÁXIAS SE AFASTANDO DA NOSSA A UMA VELOCIDADE MAIOR QUE A VELOCIDADE DA LUZ. COMO RESULTADO, PROVAVELMENTE NUNCA CONSEGUIREMOS VÊ-LAS. FOGUETE QUE VIAJE A 99% DA VELOCIDADE DA LUZ É TEORICAMENTE POSSÍVEL, DIZ PROFESSOR: HÁ 13,78 BILHÕES DE ANOS, NOSSO UNIVERSO, QUE SE CONCENTRAVA EM UM PONTO MUITO PEQUENO E DENSO, EXPLODIU EM UM EVENTO QUE CHAMAMOS DE BIG BANG. APÓS A EXPLOSÃO, O UNIVERSO EXPANDIU A UMA TAXA DE 10¹&#8310; EM UMA FRAÇÃO DE SEGUNDO, DURANTE UM PERÍODO DE INFLAÇÃO QUE OCORREU A UMA VELOCIDADE MAIOR QUE A DA LUZ. DEPOIS DISSO, SERIA DE SE IMAGINAR QUE O UNIVERSO SE EXPANDIRIA A UMA TAXA CONSTANTE OU MESMO DIMINUIRIA SUA VELOCIDADE. SE A VELOCIDADE DIMINUÍSSE, PODERÍAMOS VER ATÉ O LIMITE, POIS NÃO HAVERIA NENHUM LUGAR QUE FOSSE MUITO LONGE PARA A LUZ VIAJAR. EM VEZ DISSO, A TAXA DE EXPANSÃO DO UNIVERSO TEM ACELERADO. E HÁ LUGARES NO UNIVERSO QUE ESTÃO TÃO DISTANTES QUE OS FÓTONS NUNCA CHEGARÃO LÁ. COMO RESULTADO, AS BORDAS DO NOSSO COSMOS PERMANECEM NA SOMBRA. O QUE ESTÁ ALÉM DELAS É UM MISTÉRIO QUE TALVEZ NUNCA POSSAMOS RESOLVER. ESSA EXPANSÃO AINDA ESTÁ OCORRENDO, A UMA TAXA CADA VEZ MAIOR. E NÃO É APENAS A MATÉRIA, MAS O TECIDO DO PRÓPRIO UNIVERSO. ALÉM DISSO, AS GALÁXIAS MAIS DISTANTES PARECEM ESTAR SE MOVENDO MAIS RÁPIDO DO QUE AS QUE ESTÃO MAIS PERTO DE NÓS. PODE ATÉ HAVER ALGUMAS SE MOVENDO MAIS RÁPIDO QUE A LUZ, E SE FOR ESSE O CASO, DIFICILMENTE AS DETECTARÍAMOS. A TAXA DE EXPANSÃO UNIVERSAL É DE 68 QUILÔMETROS POR SEGUNDO POR MEGAPARSEC. UM PARSEC É 3,26 MILHÕES DE ANOS-LUZ, ENQUANTO UM MEGAPARSEC CONTÊM UM MILHÃO DE PARSECS. A CADA PARSEC MAIS LONGE UMA GALÁXIA ESTÁ DA NOSSA, É PRECISO ADICIONAR 68 KM/S À SUA VELOCIDADE. E SE VOCÊ PUDESSE VIAJAR NA VELOCIDADE DA LUZ? QUANDO CHEGAM A CERCA DE 4.200 MEGAPARSECS DE DISTÂNCIA, AS GALÁXIAS VIAJAM MAIS RÁPIDO QUE A LUZ, SÓ POR CURIOSIDADE, 4.200 MEGARESECS É IGUAL A 130.000.000.000.000.000.000.000 SETILHÕES DE KM/S. OS ASTRÔNOMOS CONSEGUEM CALCULAR A QUE DISTÂNCIA UMA GALÁXIA ESTÁ PELA DISTÂNCIA QUE ELA PERCORREU E PELO TEMPO NECESSÁRIO PARA PERCORRER ESSA DISTÂNCIA, OBSERVANDO CUIDADOSAMENTE A LUZ QUE VEM DELA. GALÁXIAS VERMELHAS: PODEMOS DIZER A QUE DISTÂNCIA UMA GALÁXIA SE ENCONTRA POR ALGO CHAMADO DESVIO PARA O VERMELHO E PELA MUDANÇA PARA O AZUL. QUANDO UMA GALÁXIA SE AFASTA, A LUZ DEMORA MAIS PARA CHEGAR ATÉ NÓS. TODO ESSE ESPAÇO ENTRE A GALÁXIA E NÓS FORÇA O COMPRIMENTO DE ONDA DA LUZ A SE ALONGAR, MOVENDO-A EM DIREÇÃO À PARTE VERMELHA DO ESPECTRO. ISSO É CONHECIDO COMO DESVIO PARA O VERMELHO. ESSES OBJETOS QUE SE AFASTAM DE NÓS PARECEM VERMELHOS ENQUANTO AQUELES QUE SE MOVEM EM NOSSA DIREÇÃO, CUJOS COMPRIMENTOS DE ONDA ENCURTAM, PARECEM AZUIS. A COISA MAIS DISTANTE QUE PODEMOS DETECTAR É O FUNDO CÓSMICO DE MICRO-ONDAS, CMB, UM RESÍDUO DO QUE SOBROU DO BIG BANG. CRIADO HÁ 13,7 BILHÕES DE ANOS, ELE AGORA SE ESTENDE HOMOGENEAMENTE 46 BILHÕES DE ANOS-LUZ DE DISTÂNCIA EM TODAS AS DIREÇÕES. DE ACORDO COM PAUL SUTTER, ASTROFÍSICO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE OHIO, NOS EUA, E CIENTISTA-CHEFE DO CENTRO DE CIÊNCIAS ‘COSI’ A NOÇÃO DE QUE A VELOCIDADE DA LUZ É A VELOCIDADE MÁXIMA PARA A MATÉRIA, OU PARA DADOS, VEM DA RELATIVIDADE ESPECIAL DE EINSTEIN. MAS ISSO É PARTE DO QUE ELE CHAMA DE “FÍSICA LOCAL”. PODE E, DE FATO, DEVE SER APLICADO ÀS COISAS PRÓXIMAS. ESTRANHO RAIO DE ENERGIA PARECE VIAJAR CINCO VEZES MAIS RÁPIDO QUE A VELOCIDADE DA LUZ: LONGE, NAS PROFUNDEZAS DO ESPAÇO, NO ENTANTO, A RELATIVIDADE GERAL SE APLICA, MAS A RELATIVIDADE ESPECIAL NÃO, E ISSO FAZ COM A LUZ NÃO SEJA MAIS EXATAMENTE O PARÂMETRO, À MEDIDA QUE A VELOCIDADE MAIS ALTA SE TORNA MENOS CERTA. A IMPLICAÇÃO DE UM UNIVERSO EM CONSTANTE ACELERAÇÃO É UMA MORTE CÓSMICA MELANCÓLICA. AO LONGO DE BILHÕES DE ANOS, ACREDITA-SE QUE AS GALÁXIAS SE EXPANDIRÃO TÃO LONGE UMAS DAS OUTRAS QUE OS GASES QUE SE REÚNEM PARA FORMAR ESTRELAS NÃO CONSEGUIRÃO SE UNIR. A LUZ DE OUTRAS GALÁXIAS TAMBÉM NÃO PODERÁ NOS ALCANÇAR. E SEM NOVAS ESTRELAS SE FORMANDO, ELAS NÃO SERÃO NADA PARA SUBSTITUIR AS QUE SE ESGOTARAM. ISSO SIGNIFICA UM DESVANECIMENTO LENTO DE TODA A LUZ NO UNIVERSO E, EM SEU LUGAR, UM COSMO PARA SEMPRE ENVOLTO EM TREVAS GELADAS. O UNIVERSO VAI LITERALMENTE APAGAR, A MENOS QUE OUTRAS FORÇAS POSSAM NEUTRALIZAR ESSE FENÔMENO.> NA TEORIA QUÂNTICA DO CAMPO O PRINCÍPIO DA INCERTEZA DE HEISENBERG INDICAM QUE OS FOTÕES PODEM VIAJAR A QUALQUER VELOCIDADE POR PEQUENOS PERÍODOS DE TEMPO. ESTES FOTÕES PODEM TER QUALQUER VELOCIDADE INCLUINDO VELOCIDADES MUITO SUPERIORES À DA LUZ. CITANDO RICHARD FEYNMAN". TAMBÉM EXISTE UMA AMPLITUDE PARA A LUZ SER MAIS RÁPIDA, OU LENTA, QUE A VELOCIDADE DA LUZ CONVENCIONAL. DESCOBRIU NA ÚLTIMA PALESTRA QUE A LUZ NÃO VIAJA APENAS EM LINHAS RETAS; AGORA, DESCOBRE QUE NÃO VIAJA APENAS À VELOCIDADE DA LUZ! PODE SURPREENDÊ-LO QUE EXISTA UMA AMPLITUDE PARA O FOTÃO VIAJAR A VELOCIDADES SUPERIORES OU INFERIORES À VELOCIDADE DA LUZ CONVENCIONAL, C." APESAR DISSO, ESTES FOTÕES VIRTUAIS NÃO VIOLAM A CAUSALIDADE OU A RELATIVIDADE RESTRITA UMA VEZ QUE ESTES NÃO SÃO DIRETAMENTE OBSERVÁVEIS E INFORMAÇÃO NÃO PODE SER TRANSMITIDA NA TEORIA. OS DIAGRAMAS DE FEYNMAN E OS FOTÕES VIRTUAIS SÃO INTERPRETADOS NÃO COMO UMA IMAGEM FÍSICA DO QUE ESTÁ REALMENTE A ACONTECER, MAS APENAS COMO UMA FERRAMENTA DE CÁLCULO, A QUAL, EM ALGUNS CASOS, ENVOLVE VECTORES DE VELOCIDADE MAIS RÁPIDA QUE A LUZ. A TEORIA DA VELOCIDADE DA LUZ VARIÁVEL, VSL DO INGLÊS VARIABLE SPEED OF LIGHT, AFIRMA QUE, POR ALGUMA RAZÃO, A VELOCIDADE DA LUZ NO VÁCUO, REPRESENTADA POR C, PODE NÃO SER CONSTANTE. NA MAIOR PARTE DAS SITUAÇÕES DA FÍSICA DA MATÉRIA CONDENSADA QUANDO A LUZ ATRAVESSA UM MEIO, TEM REALMENTE VELOCIDADE INFERIOR. ALGUNS CÁLCULOS NA TEORIA QUÂNTICA DE CAMPOS AFIRMAM QUE FOTÕES VIRTUAIS TAMBÉM PODEM VIAJAR A DIFERENTES VELOCIDADES NUMA PEQUENA DISTÂNCIA; NO ENTANTO, NADA DISTO IMPLICA QUE ALGUMA COISA POSSA VIAJAR MAIS RÁPIDO QUE A LUZ. É NORMAL PENSAR QUE NENHUM SIGNIFICADO PODE SER RETIRADO A PARTIR DE UMA QUANTIDADE DIMENSIONAL, COMO A VELOCIDADE DA LUZ A VARIAR NO TEMPO, EM OPOSIÇÃO A UMA GRANDEZA ADIMENSIONAL COMO A CONSTANTE DE ESTRUTURA FINA, NO ENTANTO, EM ALGUMAS TEORIAS ESPECULATIVAS E CONTROVERSAS DA COSMOLOGIA, A VELOCIDADE DA LUZ TAMBÉM VARIA MUDANDO OS POSTULADOS DA RELATIVIDADE RESTRITA. UMA COSMOLOGIA DA VELOCIDADE DA LUZ VARIÁVEL FOI PROPOSTA INDEPENDENTEMENTE POR JOHN MOFFAT E A EQUIPA ANDREAS ALBRECHT E JOÃO MAGUEIJO PARA EXPLICAR O PROBLEMA DO HORIZONTE DA COSMOLOGIA. A IDEIA É QUE A LUZ SE PROPAGAVA PELO MENOS SESSENTA VEZES MAIS RÁPIDO NUM PASSADO DISTANTE, E ASSIM REGIÕES DISTANTES DO UNIVERSO EM EXPANSÃO TERIAM TIDO TEMPO DE INTERAGIR DESDE O INÍCIO DO UNIVERSO. ASSIM, FOI PROPOSTA COM UMA ALTERNATIVA PARA A INFLAÇÃO CÓSMICA, APESAR DE SER MENOS CLARO COMO REPRODUZ OS OUTROS SUCESSOS DA COSMOLOGIA INFLACIONÁRIA COMO OS PROBLEMAS DOS MONOPÓLIOS E, DO UNIVERSO PLANO E COMO REPRODUZ A HOMOGENEIDADE E ISOTROPIA OBSERVADAS NO UNIVERSO, E A INVARIÂNCIA DE ESCALA DO ESPECTRO DE PETURBAÇÕES INICIAIS. NÃO EXISTE UMA MANEIRA CONHECIDA DE RESOLVER O PROBLEMA DO HORIZONTE COM A VARIAÇÃO DA CONSTANTE DE ESTRUTURA FINA, PORQUE A SUA VARIAÇÃO NÃO MUDA A ESTRUTURA CAUSAL DO ESPAÇO-TEMPO. PARA FAZER ISTO É NECESSÁRIO MODIFICAR A GRAVIDADE VARIANDO A CONSTANTE DE NEWTON OU REDEFININDO A RELATIVIDADE RESTRITA. COSMOLOGIAS VSL PROPÕEM CONTORNAR ISTO VARIANDO A QUANTIDADE DIMENSIONAL C DESFAZENDO A INVARIÂNCIA DE LORENTZ DAS TEORIAS DA RELATIVIDADE RESTRITA E GERAL DE EINSTEIN DE UMA FORMA ESPECÍFICA. NO ENTANTO, FOI REALÇADO POR GEORGE ELLIS E UZAN QUE, A COSMOLOGIA VSL É UMA MODIFICAÇÃO AD HOC DE VÁRIAS EQUAÇÕES DA FÍSICA SEM UM PRINCÍPIO SUBJACENTE CONSISTENTE, COMO UMA FORMAÇÃO LAGRANGIANA DE ONDE AS EQUAÇÕES DO MOVIMENTO POSSAM SER DERIVADAS. FOI SUGERIDO QUE UMA MODIFICAÇÃO NA AÇÃO DE MAXWELL-EINSTEIN PODE LEVAR A LUZ A PROPAGAR-SE A VELOCIDADES SUPERIORES À VELOCIDADE DA LUZ DEFINIDA PELA MÉTRICA, MAS ISTO CAUSA NECESSARIAMENTE PROBLEMAS COM A CAUSALIDADE E COM A MECÂNICA QUÂNTICA. A TEORIA DA VELOCIDADE DA LUZ VARIÁVEL (VSL DO INGLÊS VARIABLE SPEED OF LIGHT) AFIRMA QUE, POR ALGUMA RAZÃO, A VELOCIDADE DA LUZ NO VÁCUO, REPRESENTADA POR C, PODE NÃO SER CONSTANTE. NA MAIOR PARTE DAS SITUAÇÕES DA FÍSICA DA MATÉRIA CONDENSADA QUANDO A LUZ ATRAVESSA UM MEIO, TEM REALMENTE VELOCIDADE INFERIOR. ALGUNS CÁLCULOS NA TEORIA QUÂNTICA DE CAMPOS AFIRMAM QUE FOTÕES VIRTUAIS TAMBÉM PODEM VIAJAR A DIFERENTES VELOCIDADES NUMA PEQUENA DISTÂNCIA; NO ENTANTO, NADA DISTO IMPLICA QUE ALGUMA COISA POSSA VIAJAR MAIS RÁPIDO QUE A LUZ. É NORMAL PENSAR QUE NENHUM SIGNIFICADO PODE SER RETIRADO A PARTIR DE UMA QUANTIDADE DIMENSIONAL, COMO A VELOCIDADE DA LUZ A VARIAR NO TEMPO (EM OPOSIÇÃO A UMA GRANDEZA ADIMENSIONAL COMO A CONSTANTE DE ESTRUTURA FINA), NO ENTANTO, EM ALGUMAS TEORIAS ESPECULATIVAS E CONTROVERSAS DA COSMOLOGIA, A VELOCIDADE DA LUZ TAMBÉM VARIA MUDANDO OS POSTULADOS DA RELATIVIDADE RESTRITA. HISTÓRIA: PAUL DIRAC EM 1933: EM 1937, PAUL DIRAC E OUTROS COMEÇARAM A INVESTIGAR AS CONSEQUÊNCIAS DE CONSTANTES NATURAIS VARIAREM COM O TEMPO. POR EXEMPLO, DIRAC PROPÔS UMA MUDANÇA DE APENAS 5 PARTES EM 1011 POR ANO DA CONSTANTE GRAVITACIONAL UNIVERSAL DE NEWTON, G PARA EXPLICAR A RELATIVA FRAQUEZA DA FORÇA DA GRAVIDADE QUANDO COMPARADA COM OUTRAS FORÇAS FUNDAMENTAIS. NO ENTANTO, RICHARD FEYNMAN MOSTROU NOS SEUS FAMOSOS LIVROS LECTURES ON PHYSICS QUE, A CONSTANTE GRAVITACIONAL PROVAVELMENTE NÃO PODIA TER MUDADO TANTO NOS ÚLTIMOS 4 MIL MILHÕES DE ANOS, BASEADO EM OBSERVAÇÕES GEOLÓGICAS E DO SISTEMA SOLAR, CONTUDO É NECESSÁRIO ASSUMIR QUE A CONSTANTE NÃO MUDARIA OUTRAS CONSTANTES. NÃO É CLARO O QUE REALMENTE SIGNIFICA UMA MUDANÇA DE UMA GRANDEZA DIMENSIONAL, DEVIDO AO FACTO DE QUALQUER QUANTIDADE DESTE TIPO PODER MUDAR COM A ESCOLHA DAS UNIDADES. JOHN BARROW ESCREVEU: UMA IMPORTANTE LIÇÃO QUE APRENDEMOS COM A FORMA COMO OS NÚMEROS PUROS COMO &#913;, CONSTANTE DE ESTRUTURA FINA, DEFINEM O MUNDO É O QUE REALMENTE SIGNIFICA PARA OS MUNDOS SEREM DIFERENTES. O NÚMERO PURO A QUE CHAMAMOS CONSTANTE DE ESTRUTURA FINA REPRESENTADA POR &#913; É UMA COMBINAÇÃO DA CARGA DO ELECTRÃO, E, DA VELOCIDADE DA LUZ, C, E DA CONSTANTE DE PLANCK, H. A PRINCÍPIO PODEMOS SER LEVADOS A PENSAR QUE UM MUNDO ONDE A VELOCIDADE DA LUZ FOSSE MAIS LENTA SERIA UM MUNDO DIFERENTE. ISTO SERIA UM ERRO. SE C, H, E MUDASSEM DE MODO QUE OS VALORES QUE TERIAM EM UNIDADES MÉTRICAS, OU QUAISQUER OUTRAS,  FOSSEM DIFERENTES QUANDO OS PROCURÁSSEMOS NAS NOSSAS TABELAS DE CONSTANTES FÍSICAS, MAS O VALOR DE &#913; PERMANECESSE O MESMO, ESTE NOVO MUNDO SERIA INDISTINGUÍVEL DO NOSSO OBSERVACIONALMENTE. A ÚNICA COISA QUE CONTA NA DEFINIÇÃO DOS MUNDOS SÃO OS VALORES DE CONSTANTES ADIMENSIONAIS DA NATUREZA. SE TODAS AS MASSAS PASSASSEM AO DOBRO, INCLUINDO A MASSA DE PLANCK MP,  NINGUÉM SE DARIA CONTA PORQUE TODOS OS NÚMEROS PUROS DEFINIDOS POR RAZÕES DE DOIS QUAISQUER PARES DE MASSA MANTER-SE-IAM INALTERADOS. QUALQUER EQUAÇÃO DE UMA LEI DA FÍSICA PODE SER EXPRESSA DE MANEIRA A QUE TODAS AS QUANTIDADES DIMENSIONAIS SEJAM NORMALIZADAS RESULTANDO QUE APENAS PERMANEÇAM QUANTIDADES ADIMENSIONAIS. DE FACTO, OS FÍSICOS MUITAS VEZES "ESCOLHEM" AS UNIDADES DE MODO A QUE AS CONSTANTES FÍSICAS C. G, H/2&#928;, E 4&#928;&#917;0 TOMEM O VALOR UM, RESULTANDO QUE TODA A QUANTIDADE FÍSICA É NORMALIZADA CONTRA A SUA CORRESPONDENTE UNIDADE DE PLANCK. ASSIM, MUITOS FÍSICOS PENSAM QUE ESPECIFICAR A EVOLUÇÃO DE UMA QUANTIDADE DIMENSIONAL NA MELHOR DAS HIPÓTESES NÃO TEM SENTIDO E QUE NA PIOR DAS HIPÓTESES É INCONSISTENTE. QUANDO AS UNIDADES DE PLANCK SÃO USADAS E AS EQUAÇÕES DAS LEIS DA FÍSICA SÃO EXPRESSAS DE FORMA ADIMENSIONAL, NENHUMA DAS CONSTANTES DIMENSIONAIS COMO C, ‘G OU H’ SE MANTÉM APENAS QUANTIDADES ADIMENSIONAIS. LIMPAS DA SUA DEPENDÊNCIA DE UNIDADES ANTROPOMÉTRICAS, SIMPLESMENTE A VELOCIDADE DA LUZ, A CONSTANTE DE GRAVITAÇÃO OU A CONSTANTE DE PLANCK DESAPARECEM DAS EXPRESSÕES MATEMÁTICAS DA REALIDADE FÍSICA E ASSIM NÃO PODEM SER ALVO DE VARIAÇÕES HIPOTÉTICAS. POR EXEMPLO, NO CASO DA CONSTANTE DE GRAVITAÇÃO, G, AS CONSTANTES ADIMENSIONAIS RELEVANTES QUE SE ASSUMIU QUE VARIAVAM TORNARAM-SE AO FINAL EM RAZÕES ENTRE A MASSA DE PLANCK E AS MASSAS DE PARTÍCULAS ELEMENTARES. ALGUMAS QUANTIDADES ADIMENSIONAIS CHAVE, QUE SE PENSAVA SEREM CONSTANTES, DEPENDEM DA VELOCIDADE DA LUZ, NOTAVELMENTE A CONSTANTE DE ESTRUTURA FINA TERIA UMA VARIAÇÃO SIGNIFICATIVA E A SUA POSSÍVEL VARIAÇÃO CONTINUA A SER ESTUDADA. FALANDO ESPECIFICAMENTE DA VSL, SE A DEFINIÇÃO DE METRO DO SISTEMA SI FOSSE REVERTIDA À SUA DEFINIÇÃO PRÉ-1960 COMO O COMPRIMENTO DE UMA BARRA PROTÓTIPO, TORNANDO POSSÍVEL QUE A MEDIÇÃO DE C VARIASSE ENTÃO UMA MUDANÇA CONCEBÍVEL DE C, O RECÍPROCO DO TEMPO QUE A LUZ LEVARIA A PERCORRER ESTE COMPRIMENTO PROTÓTIPO, PODIA SER INTERPRETADO A NÍVEL MAIS FUNDAMENTAL COMO UMA MUDANÇA, NA RAZÃO ADIMENSIONAL ENTRE O PROTÓTIPO DE METRO E O COMPRIMENTO DE PLANCK OU NA RAZÃO ENTRE O SEGUNDO SI E O TEMPO DE PLANCK OU UMA MUDANÇA EM AMBOS. SE O NÚMERO DE ÁTOMOS QUE CONSTITUEM O PROTÓTIPO DO METRO PERMANECER INALTERADO, COMO DEVIA NUM PROTÓTIPO ESTÁVEL, ENTÃO A MUDANÇA PERCEPTÍVEL NO VALOR DE C PODIA SER A CONSEQUÊNCIA DE UMA MUDANÇA MAIS FUNDAMENTAL NA RAZÃO ADIMENSIONAL DO COMPRIMENTO DE PLANCK COM O TAMANHO DOS ÁTOMOS OU COM O RAIO DE BOHR, OU, EM ALTERNATIVA, UMA MUDANÇA NA RAZÃO DO TEMPO DE PLANCK COM O PERÍODO DE UMA RADIAÇÃO PARTICULAR DE UM NÚCLEO DE CÉSIO-133/137 OU AMBAS. UM GRUPO, QUE ESTUDAVA QUASARES DISTANTES, DIZ TER DETECTADO UMA VARIAÇÃO NA CONSTANTE DE ESTRUTURA FINA AO NÍVEL DE UMA PARTE EM 105. OUTROS AUTORES CONTESTAM ESTES RESULTADOS. OUTROS GRUPOS QUE ESTUDAM QUASARES ALEGAM QUE NENHUMA VARIAÇÃO É DETECTÁVEL COM SENSIBILIDADES MUITO MAIS ELEVADAS. MAIS ANÁLISES, COM RESTRIÇÕES AINDA MAIORES, BASEADAS EM ESTUDO DE CERTAS QUANTIDADES ISOTÓPICAS NO REATOR DE FISSÃO NUCLEAR NATURAL DE OKLO PARECEM INDICAR QUE NÃO EXISTE UMA VARIAÇÃO. PAUL DAVIES E OS SEUS COLABORADORES SUGERIRAM QUE É EM PRINCÍPIO IMPOSSÍVEL DISCERNIR QUAL DAS CONSTANTES DIMENSIONAIS, CARGA ELEMENTAR, CONSTANTE DE PLANCK E VELOCIDADE DA LUZ, QUE COMPÕEM A CONSTANTE DE ESTRUTURA FINA É RESPONSÁVEL PELA SUA VARIAÇÃO. ISTO FOI, NO ENTANTO, DISPUTADO POR OUTROS E NÃO É GERALMENTE ACEITE. FÍSICA DA MATÉRIA CONDENSADA: OS FOTÕES MOVEM-SE A VELOCIDADES INFERIORES A C, A NÃO SER QUE ESTEJAM A VIAJAR NO VÁCUO. ESTA PROPRIEDADE CONDUZ-NOS A VÁRIOS EFEITOS IMPORTANTES, COMO A DISPERSÃO, VER TAMBÉM ÍNDICE DE REFRACÇÃO. A DIMINUIÇÃO DA VELOCIDADE NA MATÉRIA CONDENSADA, COMO OS GASES, OS LÍQUIDOS E OS SÓLIDOS, PODE SER CONSIDERÁVEL. A VELOCIDADE DE GRUPO DA LUZ PODE SER REDUZIDA A VELOCIDADES ARBITRÁRIAS, MAS APENAS PARA UM SINAL, BANDA CURTA, ARBITRARIAMENTE LENTO, VER "LUZ LENTA". EM CERTAS CIRCUNSTÂNCIAS ALTAMENTE IMPROVÁVEIS, TAMBÉM É POSSÍVEL PREPARAR EXPERIÊNCIAS NAS QUAIS A VELOCIDADE DE FASE OU DE GRUPO DA LUZ SEJA MAIOR QUE C. COMO ESTAS VELOCIDADES SÃO CONSTRUÇÕES MATEMÁTICAS, ESTAS OBSERVAÇÕES DE VELOCIDADES DA LUZ MAIORES QUE C NÃO INDICAM NENHUMA CONTRADIÇÃO COM A CAUSALIDADE OU COM A RELATIVIDADE RESTRITA, UMA VEZ QUE NENHUMA INFORMAÇÃO OU ENERGIA VIAJA MAIS RÁPIDO QUE C. FÍSICA CLÁSSICA: ACREDITA-SE QUE O FOTÃO, A PARTÍCULA DA LUZ QUE MEDEIA FORÇA ELETROMAGNÉTICA, NÃO POSSUI MASSA. A CHAMADA AÇÃO DE PROCA DESCREVE A TEORIA DE UM FOTÃO MASSIVO. CLASSICAMENTE, É POSSÍVEL TER UM FOTÃO QUE TENHA UMA MASSA EXTREMAMENTE PEQUENA, COMO O NEUTRINO. ESTES FOTÕES IRIAM PROPAGAR-SE A UMA VELOCIDADE INFERIOR À DA LUZ DEFINIDA PELA RELATIVIDADE RESTRITA E TERIAM TRÊS DIREÇÕES DE POLARIZAÇÃO. NO ENTANTO, NA TEORIA QUÂNTICA DO CAMPO, A MASSA DO FOTÃO NÃO É CONSISTENTE COM A TEORIA DE GAUGE OU COM A RENORMALIZAÇÃO E, PORTANTO É NORMALMENTE IGNORADA. APESAR DISSO, A TEORIA QUÂNTICA DO FOTÃO MASSIVO PODE SER CONSIDERADA NA ABORDAGEM WILSONIANA DA TEORIA CAMPO EFETIVO À TEORIA QUÂNTICA DO CAMPO, ONDE, DEPENDENDO SE A MASSA DO FOTÃO É GERADA POR UM MECANISMO DE HIGGS OU É INSERIDA NUMA MANEIRA AD HOC NOS LAGRANGEANOS DE PROCA, OS LIMITES IMPLÍCITOS EM VÁRIAS OBSERVAÇÕES/EXPERIÊNCIAS PODE SER DIFERENTE.
GÉSNER LAS CASAS
RADIALISTA, ARTISTA PLÁSTICO, COMENDADOR DE TOBIAS DE AGUIAR & JORNALISTA
GÉSNER LAS CASAS
Enviado por LAS CASAS em 30/04/2018
Código do texto: T6323581
Classificação de conteúdo: seguro
LAS CASAS
Enviado por LAS CASAS em 30/04/2018
Reeditado em 30/04/2018
Código do texto: T6323581
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
LAS CASAS
Marília - São Paulo - Brasil, 78 anos
771 textos (8463 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/11/18 00:59)
LAS CASAS