Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Redação Formato ENEM /DESAFIOS PARA PROMOVER A INTEGRAÇÃO DOS MORADORES DE RUA À SOCIEDADE

     Ao longo de nossa formação sociocultural, os moradores de rua sempre receberam conotações pejorativas. Fato que é corroborado na ausência destes no que tange a participação política, como, por exemplo, na proibição do voto na República Oligárquica. Esse aspecto depreciativo persiste na República Nova.
     Outrossim, a exclusão desse grupo é denunciada em nossa Literatura no livro "Memórias Póstumas de Brás Cubas", em que Machado de Assis expõe a semântica negativa vista no personagem Quincas Borba, que é tratado com desprezo enquanto morador de rua, mas, que após herdar uma herança, é bajulado, inclusive, por Brás Cubas, enfatizando, desse modo, a hipocrisia por trás de construções sociais abarcadas no preconceito.
     Primordialmente, é plausível analisar que os motivos que levam esses indivíduos à margem são variados, dentre os quais, um que se destaca, segundo o infográfico da revista IstoÉ do ano de 2008, explana a questão do alcoolismo e do uso de drogas como responsáveis por 36% de afetados à essa condição. Nitidamente, o preconceito potencializa as amarras que impedem a população de enxergar a gravidade da questão.
     Infere-se, então, que em virtude dos fatos supracitados, que o Estado deve intervir através de ações conjuntas entre Ministério da Educação e Governos Estaduais, para a propagação de campanhas de esclarecimento da população, com o intuito de desmistificar os motivos que afligem a invisibilidade dos moradores de rua. Cabe também às universidades o papel preponderante de extensão de suas atividades, para oferecer serviços necessários de auxílio à parte vulnerável, dando assistência biopsicossocial e ouvindo essas pessoas para aprimorar seu atendimento; desse modo, estima-se que a curto prazo os preconceitos sociais se reduzam substancialmente, ao mesmo tempo que a população de rua encontre sustentação assistencial para melhorar suas condições de vida.
Alexandre Alves Porfirio Vieira
Enviado por Alexandre Alves Porfirio Vieira em 15/04/2019
Reeditado em 15/04/2019
Código do texto: T6624135
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Alves Porfirio Vieira
Santo André - São Paulo - Brasil, 28 anos
57 textos (2344 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/11/19 14:50)
Alexandre Alves Porfirio Vieira