Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O homem que pensou ser Deus - conto em 7 capítulos por Ronaldo Torres.



           É a primeira vez que resenho um conto. Principalmente um conto em capítulos. O autor é o nosso colega aqui do Recanto, Ronaldo Torres. 
           Pode até parecer pretensioso fazer isso. Resenhar o conto. Meter publicamente a colher em um trabalho de um companheiro de diversão. Mas, é que gostei . Gostei e não resisti. Tenho que falar dele.
           Silveirinha é o homem que pensou ser Deus.
 Silveirinha é um nome ridículo para alguém que pensa ser Deus. Mas só alguém infinitamente patético pode pensar em ser Deus. E Silveirinha é um homem patético. Silveirinha ama Formiguinha. Mas os dois não se conhecem. Os dois são amantes virtuais. E em torno dos dois circulam outros personagens virtuais. E reais, porque os virtuais no fundo, no fundo, são reais. Paraná, João de Deus e Zé do Norte. Suas vidas se entrelaçam. E Ronaldo vai dando o tom do relato, contando a história deles em sete capítulos. Como em uma novela eu esperava  ansiosa o dia seguinte. Para ver no que ia dando a narrativa. Como iria ser desenvolvida.  Mas vocês podem ler todo o texto  de uma só vez. É uma história curiosa. Escrita com bom humor apesar de ser trágica. A linguagem de Ronaldo é assim, bem humorada, gostosa de ler. Um tanto quanto safada também. O sexo virtual é nojento. A forma como ele trabalhou o texto é soberba. Sem falhas. O autor vai relatando o envolvimentos entre as pessoas em sua vida real e em sua vida virtual  magistralmente. E quando o conto acaba fica uma vontade de saber mais e uma dor no pensamento. A solidão do ser humano é terrível. Incapaz de se comunicar com seu próximo mais próximo, busca o homem romper os limites desta solidão criando outras formas novas de solidão. Que bom seria se pudéssemos ser nós mesmos o tempo todo. Que bom seria se soubéssemos quem somos o tempo todo.Não sou especialista em crítica literária, mas sei quando gosto de um texto. É quando ele me leva a pensar e eu sei que não me envergonharia de assiná-lo. Este texto é um deles.
Maria Olimpia Alves de Melo
Enviado por Maria Olimpia Alves de Melo em 22/10/2007
Reeditado em 22/10/2007
Código do texto: T705341

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para http://marilim.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Olimpia Alves de Melo
Lavras - Minas Gerais - Brasil
1107 textos (325182 leituras)
1 e-livros (258 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 10:31)
Maria Olimpia Alves de Melo