Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Noviça que conquistou o mundo

      Um musical da Broadway que se tornou um famoso filme. Quem não conhece essa história? Os casos são múltiplos, como o belo My Fair Lady, Grease e A Noviça Rebelde. O último, que estreou nos palcos em 1959, foi um sucesso de público logo nas primeiras semanas. Os críticos, no entanto, não acharam o musical uma obra-prima. Muitos deles a acharam “açucarada” demais. Também, não é para menos: a peça conta a história de uma noviça que é obrigada a deixar o convento e submetida à tarefa de ser babá das sete crianças da família Von Trapp. Logo a moça se apaixona perdidamente pelo pai das crianças, o viúvo Capitão Von Trapp, ficando em uma dúvida terrível: volta para o convento ou se arrisca em uma nova vida? Enquanto isso, a relação da nova babá com as crianças é maravilhosa, mesclando sinceridade, alegria e novos valores.
      O projeto de filmar o musical para o cinema, no começo, era incerto. Muitos diretores tinham receio deste ser um fracasso, pois administrar uma história tão melosa para um grande público e críticos é bem difícil. Porém, em 1965, o diretor Robert Wise, que já havia feito vários outros musicais, resolveu levar o projeto a diante. Inicialmente parecia muito complicado o filme não ser “açucarado”, pois, com a bela paisagem das montanhas da Áustria, a doce e pura noviça Maria e sete crianças cantando e dançando durante toda a história, o cenário ficaria inevitavelmente terno. Mas a equipe, pensando nisso, deu alguns toques sutis que fizeram toda a diferença. Um exemplo foi a atuação do ator Cristopher Plummer, que interpretou o Capitão Von Trapp. O diretor o orientou a ter uma atitude constantemente irônica, firme e insensível. O clima tenso da política de Hitler que invadiu a Áustria na época também fez com que o cenário desse uma variada. Com uma equipe bem preparada e com ótimos atores, o filme foi e continua um sucesso.
      Pode-se dizer que o filme foi imortalizado. Mesmo depois de 42 anos, ele continua sendo visto e cativando diversas pessoas. É muito comum a cada dia surgirem novos fãs. Tal fenômeno pode ser atribuídos às lindas canções escritas pela famosa dupla de produtores Rodgers & Hammerstein. Músicas como Do-Re-Mi, Sound of Music e Maria eternizaram o grande musical e marcaram o cinema. Cenas famosas também, como o primeiro encontro atribulado de Maria com as sete crianças e o passeio destas pela pequena cidade de Salzburg, são conhecidas e revistas mundialmente.
      Vale ressaltar que a história é verídica. Foi baseada na verdadeira família Von Trapp, que tornou-se famosa na Áustria por constituir um grupo musical que se apresentava em famosos festivais, ganhando diversos prêmios durante a carreira. Um grande diferencial foi o acompanhamento da real Maria Von Trapp nas filmagens. Ela contribuiu para várias cenas e deu sua opinião em certas ocasiões. Era conhecida com exigente, o que resultou em algumas diferenças entre ela e o diretor Wise.
      A Noviça Rebelde, com a maravilhosa atuação de Julie Andrews, Cristopher Plummer, Peggy Wood e de todas as crianças, é um filme que todos deveriam ver ao menos uma vez na vida. Tanto que não tem um público definido, sendo visto por pessoas de todas as idades. Ganhador do Oscar de melhor filme, diretor, trilha sonora adaptada, edição e som, é, sem dúvida, um clássico que vem encantando gerações e que, se você não assistiu, um dia vai assistir e se perguntar: “Como eu perdi tanto tempo?”.
Gabriela Gusman
Enviado por Gabriela Gusman em 12/11/2007
Reeditado em 12/11/2007
Código do texto: T734221
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gabriela Gusman
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 27 anos
12 textos (4681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 21:06)
Gabriela Gusman