Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RESENHA CRÍTICA DO LIVRO “OS NATOS: VOLTA AO MUNDO FALANDO PORTUGUÊS”

RESENHA CRÍTICA DO LIVRO “OS NATOS: VOLTA AO MUNDO FALANDO PORTUGUÊS”

Antes de destacar a análise da obra “Os natos: volta ao mundo falando português”, vale salientar sobre a vida do autor Beto Junqueyra. Este é Alberto Júlio Junqueira Guimarães Araújo. Estudou e trabalhou no exterior, tendo participado de vários projetos de marketing internacional.

 Atualmente, tem uma editora especializada no desenvolvimento de livros para empresas. Publicou, em parceria com Aparecida Liberato, uma dezena de obras de auto-ajuda no Brasil e no exterior. Na literatura juvenil, sua maior paixão, é o autor de Os Natos em Deu a louca no mundo, Pintou Sujeira! e A chave do tesouro, entre outros.

Um breve resumo da obra exposto no livro descreve a descoberta de uma carta misteriosa que dá um pontapé inicial á busca por um tesouro secreto, herança de Luís Vaz de Camões. Quais seriam as riquezas escondidas? Onde estaria essa fortuna? (estas indagações coloca o leitor á viajar á procura pelas respostas através do pensamento e de uma leitura aguçada rumo á caça a um tesouro desconhecido.) para encontrá-lo, entram em cena Os natos. A turma participará da corrida disposta a desvendar esse mistério. Eles percorrerão vários países onde se fala português, conhecerão culturas diversas e, principalmente, terão de vencer seus concorrentes – o ambicioso Jack stress e seus stressinhos -, que querem eliminar a língua portuguesa do mundo. Por fim todo enredo convida o leitor a se juntar a esta equipe e participar de uma emocionante aventura, cheia de surpresas e interatividades.

Acerca da obra pode-se perceber um acervo de informações a cerca de Portugal e principalmente a língua portuguesa. Observa-se a variedade que a língua possui em seus sotaques e a diversidade de signos distintos considerados como vícios da língua em cada região.
No principio do livro a professora Felícia expõe um documentário com signos fora do significado comum, este de primeiro momento levou os protagonistas e até o leitor á pensar que ela havia enlouquecido, entretanto a citação que Felícia passou havia um mistério que graças ás astúcia de Gordo-loco, Helô, mestre Alceu, Agente E! e Luzia ampliou a mente dos natos e enriqueceu o conhecimento do leitor sobre a diversidade de significações e sentidos que os signos possui.
Além disso, analisa-se que apesar da extensa quantia de línguas no mundo, a língua portuguesa faz parte da história do mundo. Possui uma riqueza para a vida dos povos ao longo do tempo.

A competição articulada na escrita pelo Junqueyra remete um olhar interpretativo no status quo, levando á noção cabível de que o antagonista Jack Stress sendo um mega empresário, representa o dinheiro ou o poder que a sociedade tanto cobiça, e esse poder pode gerar facilidades na vida da sociedade, isso representa na atualidade o fato de muitos pais no Japão ou em muitos lugares do mundo investir na educação de outra língua do que ter como consumo o português. Objetivando dessa forma a facilidade maior para um futuro com rendas monetárias grandes. Assim percebe-se que o capital tem uma influência muito grande na língua e na história.

Não se pode deixar de averiguar a presença da obra Os Lusíadas de Camões, percebe-se que lusíadas é um livro essencial para o conhecimento do livro e principalmente para o desvendamento das pistas que é encontrada ao longo dos capítulos. Essa obra poética, ou epopéia portuguesa provavelmente foi concluída em 1556, foi publicada pela primeira vez em 1572 no período literário do classicismo, três anos após o regresso do autor do Oriente. A ação central é a descoberta do caminho marítimo para a Índia por Vasco da Gama, á volta da qual se vão descrevendo outros episódios da história de Portugal, glorificando o povo português.

Vale pautar que Camões foi um renovador da Língua Portuguesa e fixou-lhe um duradouro cânone; tornou-se um dos mais fortes símbolos de identidade da sua pátria e é uma referência para toda a comunidade lusófona internacional. Hoje a sua fama está solidamente estabelecida e é considerado um dos grandes vultos literários da tradição ocidental, sendo traduzido para várias línguas e tornando-se objeto de uma vasta quantidade de estudos críticos.

No livro de B. Junqueyra possui relatos de estudos dos aromas que remete a um entendimento oculto sobre a aromacologia, o estudo dos efeitos dos aromas. Gordo-loco passou por essa aprendizagem com o Parish um mestre de hipnose que usa os aromas com teorias de tal finalidade. Sobre esse assunto revela salientar que o que permitiu o desenvolvimento da aromacologia foi, de um lado, a demanda crescente de informações científicas por parte da indústria de comésticos e perfumaria, e, de outro, um avanço das tecnologias de investigação e diagnóstico dos processos cerebrais. Os estudos feitos pela aromacologia vieram confirmar o que a medicina tradicional já dizia, através da aromaterapia: os aromas podem causar efeitos intensos no organismo humano, em especial no cérebro.

Além deste assunto é visto no livro, em cada pista, o poder que a história da religião tem sobre as descobertas de Portugal, quando os portugueses chegavam às novas terras marcavam-na com a cruz, esta representava a chegada de cristo naquele lugar. E isso era uma grande influência, eles tinham o objeto de pregar o cristianismo aos incrédulos, além de descobrir novas riquezas. Ainda vale destacar que Portugal foi uma das principais auxiliares na disseminação da língua portuguesa e a religião católica no mundo, através de suas descobertas e diversas colônias conquistadas por meio de suas navegações.

É relevante salientar que a mais evidente herança portuguesa para a cultura brasileira é a língua portuguesa, atualmente falada por todos os habitantes do País. Difundida principalmente pelos padres jesuítas, o português era no início da colonização considerado língua geral na colônia, ao lado do tupi. Com a proibição do tupi em virtude da chegada de muitos imigrantes da metrópole, o português fixou-se definitivamente como o idioma do Brasil. Das línguas indígenas, ele herdou as palavras ligadas à flora e à fauna (abacaxi, mandioca, caju, tatu, piranha), bem como nomes próprios e geográficos.
Outro importante legado português foi a religião católica, crença de grande parte da população brasileira. O catolicismo, profundamente arraigado em Portugal, deixou no Brasil as tradições do calendário religioso, suas festas e procissões, tornando-se a religião oficial do Estado até a Constituição Republicana de 1891, que instituiu o Estado laico. Atualmente, o Brasil é considerado o maior país do mundo em número de católicos nominais. De acordo com o IBGE 73,8% da população brasileira declara-se católica. Por fim percebe-se que o Brasil possui uma enorme influência portuguesa em diversos âmbitos gerais.

Contudo analisa-se que o livro Os natos volta ao mundo falando português, mostra uma aventura sobre diversos países falando uma única língua. E essa aventura relembra a história da língua portuguesa e seu percurso realizado ao longo da história. Os pontos negativos do livro podem ser visto de forma cômica, pela língua do stressês e seus fundadores, pois como se sabe, o antagonista é sempre visto como o indesejado. Por conseguinte pode-se concluir que o livro possui apenas os pontos positivos que se visualiza através do valor histórico e principalmente da riqueza da língua portuguesa; pode-se confirmar que o livro é uma homenagem á língua materna de numerosas pessoas em diversos países do mundo.

 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
JUNQUEYRA, Beto. Os natos: volta ao mundo falando português. 2ª Ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2009.

PESQUISAS COMPLEMENTARES
http://pt.wikipedia.org/wiki/Os_Lus%C3%ADadas Acesso em 05-11-13.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_de_Cam%C3%B5es Acesso em 05-11-13.
http://www2.uol.com.br/vyaestelar/aromacologia.htm Acesso em 05-11-13.
http://www.sppert.com.br/Artigos/Brasil/Cultura/A_influ%C3%AAncia_portuguesa/ Acesso em 05-11-13.
Daniela Fontoura
Enviado por Daniela Fontoura em 15/06/2014
Código do texto: T4845632
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Daniela Fontoura
Açailândia - Maranhão - Brasil, 23 anos
11 textos (3424 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/07/19 16:13)
Daniela Fontoura