Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEMÓRIA DAS MINHAS PUTAS TRISTES
"Não há um velho que se esqueça onde escondeu o seu tesouro..."
Cícero
Penetrar no magnífico universo literário de Gabriel Garcia Marques é um presente do qual não me furto.Desde que li ,ou melhor,devorei ,"Cem Anos de Solidão" ,relido centenas de vezes ,nunca mais parei com esse vício de ler,reler,destrinchar a obra daquele que considero um dos 10 mais da literatura mundial  do sec.XX .
O autor,Gabo,como eu o chamo na intimidade( vocês estão estranhando porque? Todos os autores que amo são meus amigos fieis e sinto,sim,saudade deles e os procuro na estante  até "matar a sede do meu copo",como diria o prezado amigo e poeta ,Danúbio Fialho.)
Bem,voltando ao assunto,Gabo levou dez anos sem escrever um romance até cometer essa maravilha que fala de sexo,erotismo,velhice e solidão.
Uma obra que deve se ler flutuando,ao som de um prelúdio de Chopin e com um bom vinho  "rojo y fuerte" para  degustar  tanta doçura e beleza.
O livro foi lançado em 2004 e,neste mesmo ano o recebi,embora tenha chegado por essas terras tupiniquins em 2005.Conto o milagre e digo o santo.
Meu marido foi só ,a Lisboa,para assistir a um casamento e ,na volta me trouxe um exemplar.Ele sempre me presenteava com livros,pois,sabia das minhas preferências e conhecia tudo de mim.É uma edição especial,capa dura e com um adesivo da livraria  sugerindo um presente para o Dia das Mães.
Mães portuguesas lendo um livro sobre putas?Sim,porque não?A Arte foi criada também para abrir cabeças,ampliar horizontes e ,o livro,nada tem que possa conspurcar o  lar materno  ,ora ,pois!
A história da velhice solitária de um homem culto  que decidiu ,aos 90 anos,no dia do seu aniversário, dar a si mesmo um presente que nunca teve ,uma virgem na sua cama e nos seus braços,já que ,solteiro por vocação e desejo, sempre usava as putas nas suas andanças a procura de sexo e satisfação.
Mas,onde achar uma virgem nos dias de hoje,meu Deus?!
Essa busca ,essa procura  está presente em todo o livro.
Bem,leiam o livro e mergulhem de cabeça na sua narrativa  e no mundo do velho solitário  que criou para si mesmo.Nonagenário,se sentia um jovem,e daí?Eu tenho 75 anos e me sinto com vinte."Nunca pensei na idade como uma goteira no teto que nos indica  a quantidade de vida que vai restando.",escreveu o autor.
A pior mágoa da velhice -acho eu - é o nó górdio de todos os amores que poderiam ter sido e não foram."
 
Miriam de Sales Oliveira
Enviado por Miriam de Sales Oliveira em 08/06/2018
Código do texto: T6358835
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Miriam de Sales Oliveira
Salvador - Bahia - Brasil, 75 anos
1144 textos (256135 leituras)
2 e-livros (396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/18 20:48)
Miriam de Sales Oliveira

Site do Escritor