Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma análise de Aprender a viver: filosofia para os novos tempos

Aprender a Viver
Filosofia para os novos tempos
Autor: Luc Ferry Tradução: Véra Lúcia dos Reis
Editora Objetiva, 2012.

 O livro Aprender a viver, de Luc Ferry trata basicamente de quatro cosmovisões: a estoica, a cristã, a moderna e do pós-modernismo.

Para falar de cada visão de mundo, o autor faz a seguinte divisão: teoria, moral e salvação.

Para os estoicos, o cosmos era um todo organizado, um divino que é transcendente na medida em que não é criado pelo homem (teoria). E a moral era está em harmonia com o cosmos.No tocante á salvação: você deveria estar completamente integrado com o cosmos para tornar-se parte dele quando morresse.

Para os cristãos, a teoria é Deus, a moral era seguir os ensinamentos bíblicos e ter fé e a salvação era uma graça divina para os fiéis.(Ressurreição dos corpos e das almas)

Para os modernos, tudo deveria ser questionado, inclusive a suficiência das explicações por dogmas religiosos. Após a dúvida metódica de Descartes, Rousseau e Kant introduzem éticas racionais, não teológicas. O homem é racional, livre para escolher(portanto precisava aceitar um código de ética abrangente) e buscava dominar a natureza que deixara de ser sagrada. Basicamente, isso é a modernidade ocidental.

Nietzsche com sua filosofia a marteladas, radical e iconoclasta, põe em suspeição os ideais transcendentes do cristianismo, da modernidade metafísica e do platonismo. Com sua genealogia, questiona qual pensamento ou ideologia que se queira superior á vida material.

Husserl fala que entramos na era técnica: a tecnologia e a sociedade se desenvolvem sem ideias superiores. Esse filósofo questiona a democracia e passa a apoiar o nazismo.

Haverá transcendência pós- Nietzsche?

Para Luc Ferry, existe, mas não está nem nas religiões, nem na metafísica, nem nos pretensos grandes ideais(comunismo, nacionalismo, cientificismo). A metafísica está nas nossas relações, no amor por familiares e amigos, quando praticamos o pensamento alargado e desenvolvemos a empatia.

O que fazer com a finitude dos que amamos?

Para Luc Ferry, existem três caminhos: o desapego, a fé e o amor como não se houvesse amanhã.
Erinilton Gomes
Enviado por Erinilton Gomes em 22/07/2019
Reeditado em 22/07/2019
Código do texto: T6701991
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Erinilton Gomes). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Erinilton Gomes
Ribeirão das Neves - Minas Gerais - Brasil, 39 anos
173 textos (10194 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/10/19 16:18)
Erinilton Gomes