Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ALMA DO MUNDO



"A arte, a religião e a filosofia diferem quanto à forma, seu objeto é o mesmo." Hegel


A ALMA DO MUNDO -- A experiência do sagrado contra o ataque dos ateísmos contemporâneos  (Record, 2017) , de Roger Scruton, é uma pequena obra-prima sobre um dos mais relevantes temas que se possa abordar tendo em vista o processo civiizatório ocidental como um todo, seus problemas atuais e as questões atreladas a esse mesmo tema, suponho.

Os capítulos :

1. Acreditar em Deus
2. Em busca das pessoas
3. O que há no nosso cérebro
4. A primeira pessoa do plural
5. Encarando um ao outro
6. Encarando a Terra
7. O espaço sagrado da música
8. Em busca de Deus

O enfoque dado à religião enquanto fenômeno cultural fundador da civilização é amparado em vasta bibliografia, de Mircea Eliade e Durkheim a René Girard, por exemplo, e apenas para ficar em poucos (e incontornáveis) nomes. A legitimidade da religião desde uma perspectiva estritamente racional é colocada sob escrutínio honesto, trazendo tanto a Crítica da Razão Pura, de Kant, e os Diálogos Sobre a Religião Natural, de Hume, como também superando-os, de certo modo, se assim pode ser dito, em Hegel.

Scruton é essencialmente filósofo mesmo quando o objeto em questão é a pura teologia, lembrando a abordagem fria e exata de um Kierkegaard, em alguns momentos, e tende a reconhecer os limites da leitura que determinado sistema implica, aqui e ali, deixando claro quando a explanação não dá conta do problema por completo, quando há pontos cegos. A segurança de suas assertivas, por outro lado, está bem fundamentada no domínio dos clássicos na literatura e na filosofia, um background consistente em história da arte e religiões comparadas, bem como a sólida refutação a certa "hermenêutica da suspeita", como o queria Paul Ricoeur referindo-se a Marx, Feuerbach, Freud, Agamben, entre outros.

É uma leitura densa, exige compromisso do leitor com a possibilidade de lidar com o desconforto de submeter certezas fáceis ao crivo de inteligências agudas em seus melhores momentos. A recompensa do leitor corajoso é o privilégio de tomar contato com uma das mentes mais atuantes nesses tempos negros, de confusão mental metódica vendida como paliativos de espíritos agonizantes.

.
Israel Rozário
Enviado por Israel Rozário em 29/11/2019
Código do texto: T6807003
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Israel Rozário
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 48 anos
391 textos (13860 leituras)
1 e-livros (69 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 22:08)
Israel Rozário