Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Loucura imposta

LOUCURA IMPOSTA
Miguel Carqueija

Resenha do romance “Rosinha, minha canoa”, de José Mauro de Vasconcelos. Edições Melhoramentos, São Paulo-SP, 3ª edição, 1990. Série Comunicação, s/n. Capa: Rui de Oliveira.

Uma história muito triste em sua ingenuidade, que fala num homem, Zé Orocó, que vive no Centro-Oeste, em contato com índios e populações ribeirinhas, que ajuda os outros com simplicidade e navega pelos rios em sua canoa. Ele chama a canoa de Rosinha e conversa com ela constantemente. Não fica muito claro se a canoa fala mesmo com ele, mas basta isso, embora o hábito seja inofensivo, para que um intrometido médico da cidade o mande para um hospício.
O livro é, de fato, um libelo contra a impiedade do sistema aqui cristalizada nas brutalidades e desumanidades praticadas em hospícios, sem consideração pela dignidade do ser humano. O protagonista, vítima do sistema, terá um longo périplo a percorrer para conseguir retornar a uma vida normal. O médico fica impune.
É fato que o livro tem detalhes que o tornam um pouco difícil, como o excesso de linguagem caipira nos primeiros capítulos; além disso não é recomendável para um público mais jovem, por causa da crueza de certas cenas. Mas a mensagem é válida e vigorosa.

Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2017.


 
Miguel Carqueija
Enviado por Miguel Carqueija em 01/04/2021
Código do texto: T7221674
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Miguel Carqueija
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 72 anos
3867 textos (290023 leituras)
60 e-livros (6045 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/04/21 02:04)
Miguel Carqueija