Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Câmara ardente

Em que claustros eu andei,
se nem eu sei quem eu sou...
Não me inventei, eu sei,
nem sei aonde vou...

Não há mais céu, meu amor,
mas será cumprida a lei.
Em que claustros eu andei,
se nem eu sei quem eu sou...

Indiferentemente, eu andei
procurando quem eu sou...
Sem me iludir caminhei
confiante onde vou...
Em que claustros eu andei?
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 04/09/2019
Reeditado em 04/09/2019
Código do texto: T6736936
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1270 textos (29311 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/19 14:12)
Eligio Moura