Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARMADILHAS DA SAUDADE


Visualizar todos os dias, seu lindo rosto,
Querer dizer-lhe tantas coisas e não poder...
Apagar doces lembranças a contragosto,
Rasga meu interior, machuca todo meu ser.
 
Os dias, vão passando, o silêncio grita forte,
Vejo o céu estrelado e lembro de você, 
Queria ser arco-íris, unir Sul ao Norte...
Saber as respostas, de todos os porquês.
 
Pego-me a sonhar, contudo, sem esperanças,
Quem sabe, um dia, encontrarei receptividade,
Ou talvez, consiga entender, suas mudanças...
 
Engulo, gota a gota a cruel realidade,
Resvalo em soluços, engasgando lembranças,
Tropeço sempre, em armadilhas da saudade.
Clara Strapazzon
Enviado por Clara Strapazzon em 06/10/2008
Reeditado em 24/11/2009
Código do texto: T1214168

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Clara Strapazzon
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
228 textos (29664 leituras)
9 áudios (1155 audições)
1 e-livros (37 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 04:00)
Clara Strapazzon