Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Contrastes XII

A mão do homem, a destruição,
a mão do homem, fonte de prazer
do ser inteligente do planeta,
um ser tão primitivo, sem razão...

A mão do homem, fonte de progresso,
a ressonância do seu consciente,
a mente ativa, mente predadora,
devoradora do seu universo.

A mão do homem, mão angelical,
canal de difusão dos dons divinos
qual sinos em sonora melodia;

a mão do homem, intrigante, bela,
singela, forte, de sutis contrastes,
contrastes em perfeita harmonia.
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 23/04/2005
Código do texto: T12700
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 72 anos
936 textos (290341 leituras)
36 áudios (11172 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/07/20 23:03)
Paulo Camelo

Site do Escritor