Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estela

Tu, sol, já não reinas celeste
Tens por veste uma manta escura.
Vós, ninfas, meu gáudio bebeste
E me deste uma vã sepultura.

Chuva, porque tanto cipreste?
Céus, não sois mestre da alvura.
Leão régio não ralhas neste
Orbe agreste, apenas murmuras.

Ó lua que empalideceu
Onde embuçaste o lume teu?
Musa dos céus e do frescor?

Estela que só me fustiga
Escuta, doce rapariga,
Ainda é teu o meu amor.

João Paulo Gaspar
Enviado por João Paulo Gaspar em 25/03/2006
Código do texto: T128314
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
João Paulo Gaspar
Acopiara - Ceará - Brasil, 32 anos
54 textos (4135 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/04/21 17:30)
João Paulo Gaspar