Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMARRAS

AMARRAS
®Nathan de Castro & Lílian Maial

 

Por que não me chamaste para a cama,
se os meus lençóis ardiam feito brasas
e a música da noite vinha em chama,
num pássaro de fogo em rubras asas?

Por que no elevador não foste a trama,
urdida em meus desejos tão antigos,
se no peito poeta o amor é o drama,
que mata, mata e mata os meus sentidos?...

Por todos os momentos que vivemos,
tão poucos, pelo muito que sabemos,
cruel  é essa distância e esse pudor...

Mas se o mar aceitar os nossos remos,
por nada disso, o pouco que vivemos,
é muito pra aportar um grande amor.

***********

Lílian Maial
Enviado por Lílian Maial em 21/04/2006
Código do texto: T142883


Comentários

Sobre a autora
Lílian Maial
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1238 textos (275494 leituras)
21 áudios (14087 audições)
3 e-livros (1604 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/03/21 21:39)
Lílian Maial

Site do Escritor