Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DERRADEIRO VERSO

DERRADEIRO VERSO

Ao derradeiro verso dou início,
Pois vejo chegar a senhora infalível
E da minha parca habilidade deixo indício
Quando do pauperismo chego ao nível.

Não me serviram as rédeas no princípio
Que alguém a elas se deixe atar é crível
E que a má poesia lançada em precipício
Soou a muitos louvável é risível.

Queriam neste a plasticidade
Um retorno aos célebres ritmos antigos
Quer no metro, quer na obrigatoriedade.

Mas nada valerão os falsos segredos
Se numa mão uns bons versos e amigos
E sobrarem nela ainda muitos dedos.

                          FERNANDES OLIVEIRA
Poeta Fernandes
Enviado por Poeta Fernandes em 17/06/2006
Código do texto: T176925
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Poeta Fernandes
Praia Grande - São Paulo - Brasil
128 textos (5201 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/01/20 22:41)
Poeta Fernandes