Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto-me de Pena a Pessoa

                                               A Carlos Pena Filho e Fernando Pessoa

Bastou-me em julhos de esperar agostos
Encontrar-me com Pena de rabiscar meus viés
Esses que me traçam caminhos certos e tortos
Nos quais acertam andarilhos meus errantes pés

Bastou-me encontrar com corrida de olhos Pessoa
Que arrastou-me em recém pensados tênues versos
Aqueles que encontravam-se intensos, imensos e imersos
Na profundidez de meu sentido próprio quando ecoa

De certo sabendo que conservo valorosos sujeitos Poetas
Quando quedo-me a buscar incessante o poeta que sou
Prevalecendo-me a existência com rimas e metas

Falando-me das auroras de sol intenso de sofreguidão
Quando forte ardem e rebrilham com estrondoso fulgor
Aqueles verbos que tento plantar no solo de minha canção

Marcelo Gênesi
Enviado por Marcelo Gênesi em 31/07/2010
Reeditado em 31/07/2010
Código do texto: T2409541
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar autoria e site como referência). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Gênesi
Olinda - Pernambuco - Brasil
633 textos (9683 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/19 10:47)
Marcelo Gênesi