Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM ETERNO APAIXONADO

Como que ventasse forte no silêncio da noite
E se abrisse a janela para se perceber sua fúria
E algo que se faz bom sem parecer injúria
E alegra o caração mesmo com golpes de açoite

O que se perde sem medo quando um dia é aceito
É feliz mesmo quando se percebe em desalento
E se faz satisfeito na carne por ainda estar sedento

É o que se faz presente quando ainda é distante
O que se faz risonho quando hoje se faz triste
O que faz do profundo silêncio, um belo palpite
Ou mesmo cidadão um alguém delinquente

Se apresenta e se mostra mesmo quando é oculto
E nos toma mesmo quando achamos, isso, insulto
E faz de todo o sentido da vida, um silmples vulto...

04 - 10 - 2010
Graciliano Tolentino
Enviado por Graciliano Tolentino em 04/10/2010
Reeditado em 07/07/2018
Código do texto: T2536817
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Graciliano Tolentino
Bertioga - São Paulo - Brasil
208 textos (5910 leituras)
4 e-livros (338 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/19 13:41)
Graciliano Tolentino

Site do Escritor