Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Primeira estação - A condenação

Quando Pôncio Pilatos condenou
a morrer numa cruz o Salvador
e a coroa de espinhos fez-se dor,
uma vez Simão Pedro então negou

conhecer Jesus Cristo, o seu pastor,
e negou duas vezes inda mais.
Quando o galo cantou, perdeu a paz
e mostrou, com seu pranto, enorme dor.

A platéia clamou por Barrabás,
conhecido ladrão, e em seu lugar
indicaram Jesus, em coro pleno.

E Pilatos perdeu, então, a paz,
pois se viu compelido a condenar,
por dizer-se homem-Deus, o Nazareno.
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 18/06/2005
Reeditado em 24/08/2005
Código do texto: T25772
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 72 anos
936 textos (290673 leituras)
36 áudios (11177 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/08/20 07:36)
Paulo Camelo

Site do Escritor