Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bocas

Boca tão pura a minha,
Aos teus lábios se acolhia,
E no esquecimento sozinha,
Recolhi-me em noite fria.

A frieza que espezinha,
Em outros tempos aprazia
O calor que agora definha
A mente na lembrança vazia.

Boca a tua traidora,
Dos beijos meus tão seus
E inanes quanto fora.

Boca onde unem-se os erros meus
aos de mais uma sonhadora,
Até o tempo de outro adeus.

05/01/2004
Dianaluz
Enviado por Dianaluz em 23/01/2007
Reeditado em 04/02/2007
Código do texto: T355805

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Dianaluz
São Paulo - São Paulo - Brasil, 31 anos
40 textos (1592 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 21:54)
Dianaluz