Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor perdido

Eu sei que residira em mim outrora
E o músculo incansável habitara,
Mas desde que em setembro foste embora
Perdeu-se-me o sentido, e a palavra

Amor, ó elusiva ave em vôo!, pára,
Pousa, aproxima-se, mas não incorpora
A mim em seu vão ninho! Onde está agora?
Quiçá no ódio, sua acepção mais rara...

Ah, mulher! Oxalá estejas amando,
Senão ame pelo amor que está por vir,
Porque eu não poderei, até não sei quando...

Cega, essa agulha no palheiro,
Receio voltará só quando ouvir
Teu nome em meu suspiro derradeiro.
Cirilo
Enviado por Cirilo em 01/02/2007
Reeditado em 01/02/2007
Código do texto: T366072

Comentários

Sobre o autor
Cirilo
Caxias do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil
138 textos (8659 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/20 01:41)
Cirilo