Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                         
Às vezes, subo. Em desencontro você desce...
Por um momento quase perdemos a sincronia;
Nosso desejo é mais esperto, nervoso, cresce,
Buscando, logo, reencontrar nossa harmonia...

Às vezes, você sobe. Por um momento, desço...
Desesperados os nossos corpos perdem a união;
Tonto, sem rumo, não me assusto, me fortaleço,
Busco seu corpo, mesmo no escuro, na intuição...

E no embalo, nós, de repente, juntos subimos...
O fogo do amor, no vai-e-vem é o que sentimos,
Num suspirar, num só gemido, nos entregamos.

E ao final, corpos colados, descemos os dois...
O gozo do amor? Nunca deixamos para depois;
Num rouco grito do doce cio nós desmaiamos.
                                ***
BUCHARA
Enviado por BUCHARA em 18/02/2007
Reeditado em 27/05/2011
Código do texto: T385377


Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
BUCHARA
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil
113 textos (74616 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/20 02:31)
BUCHARA

Site do Escritor