Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O AMOR PRESENTE...*** (DUETO - A. Tambelli e Godi)

Céu imortal d´amor, luzeiro do infinito...
Venha estrelejar n´alma, o alvo sonho do poeta.
Entre, ser luminoso, e aloque luz concreta
P´ra toda eternidade, o amor pleno e bonito.

Assim, o amor presente, o tema favorito
Este vindo da amada envolve-me e completa
E o desejo se cumpre e satisfaz a meta,
Transcender o sentir mais intenso e irrestrito.

Na presença d´amor o viver é brilhante
E este meu coração iluminado fica
Tal se fosse o farol que guia o navegante.

Este céu e mar como a ser um monumento,
É certamente o nosso amor que se unifica
Neste que é o mais grandioso e puro Sentimento!
(ALEXANDRE TAMBELLI E GODI - São Paulo e Salvador - 21/02/2007: 20:19h)

*** Este soneto em versos Alexandrinos, escrito em parceria com meu amigo GODI muito me honra, pelo seu imenso talento e pela sua dedicação diária ao aperfeiçoamento das técnicas do Soneto Clássico.
     
Escrevi a 1ª e 3ª estrofes, enquanto o Godi, a 2ª e 4ª estrofes.
     
Buscamos seguir as regras básicas, inerentes à construção dos alexandrinos, à moda clássica:

A) valer-se, em cada verso, de 12 sílabas poéticas, com a presença da tônica na 6ª e 12ª sílabas poéticas respectivamente;

B) Terminar todos os versos com palavras paroxítonas;

C) Na medida do possível valer-se da presença de rimas ricas, ou seja, rimas feitas com classes de palavras diferentes;

D) Por fim, nos valermos de dois detalhes que são pouco observados, mas importantes, para o soneto clássico:

1 - Jamais termina-se o 1º HEMISTÍQUIO, que é o espaço compreendido da 1ª até a 6ª sílaba poética (entendida como ponto de CESURA - logo após a cesura dá-se início ao 2ª hemistíquio) utilizando-se de palavra proparoxítona. Obedecemos esta regra em cada verso;

2 – Ao término do 1º HEMISTÍQUIO, com palavra paroxítona terminada em vogal, é necessário começar o 2º hemistíquio com uma vogal átona ou consoante muda. Obedecemos esta regra em cada verso.

Amigos, que fique claro: Buscar conhecer as técnicas de elaboração do Soneto e tentar pô-las em prática não necessariamente nos torna escritores mais talentosos ou melhores, apenas estamos diante de um exercício prazeroso de Literatura e construção poética!

Acima de qualquer conhecimento técnico, existe a vocação, a inspiração, a honestidade e os valores éticos e humanísticos contidos nos sentimentos expressos pela alma dos poetas.

E a qualidade literária jamais será medida pelo simples fato da metrificação do verso, da utilização de regras. A POESIA de qualidade está presente nos mais diferentes gêneros/técnicas de construção poética!

Esperamos que tenha agradado o soneto, abraços, Alexandre e Godi!
Alexandre Tambelli
Enviado por Alexandre Tambelli em 21/02/2007
Reeditado em 07/04/2007
Código do texto: T388924
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Tambelli
São Paulo - São Paulo - Brasil, 52 anos
675 textos (153780 leituras)
8 áudios (3202 audições)
1 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 21:54)
Alexandre Tambelli