Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cego Amor

Ora, ela reclama, da bela flor que era,
Porque seus frutos maduros anunciam,
Como suas rugas que a denunciam,
Que já foi longe a sua primavera.

Ainda que, da idade, se espera
Que de alguns desejos que sentiam,
Aqueles que envelhecem renunciam,
Minha mesma energia lhe venera.

Não sei se é por lhe ver no dia-a-dia,
Que hoje lhe vejo como ainda via,
Tão igualzinha quando a conheci.

Ou, enlevado de amor, peguei no sono,
Que nem notei chegar o seu outono...
Se é que chegou... Será? Não sei! Não vi!
Roberto Barros
Enviado por Roberto Barros em 21/02/2007
Código do texto: T389045

Comentários

Sobre o autor
Roberto Barros
São Manuel - São Paulo - Brasil, 64 anos
27 textos (1098 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 09:05)
Roberto Barros