Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um dia, um lugar

I
Um dia, um lugar, serena paisagem
Pássaros cantarolavam nos ninhos
Rosas, saltérios, à borda de espinhos
Verde da mata, qual uma miragem

Um dia, um lugar, uma canção
Quando flores germinam primaveras
Arvoredos sorriem e laceram
Pois que sussurrem à imaginação!

Apreciei-te nas cascatas ao longe
Qual bosque que se perdia entre águas
Que mesmo longe, sorria-me bastante

E refletia minha vida de mágoas
Lá qual jazia um efêmero instante
Te achei linda como o surgir infante

II
Um dia, num lugar, uma casinha
Lágrimas nos olhos, logo a alegria
Ao calor e ao choro em todo esse dia
Calada que surge, noite, noitinha

Nas ruas teu brilho, amor de repente
Crianças sonhando, num cerne alado
Dentre as janelas,  amor postulado
Como lugares auscultando gente

Todos queixumes, olhares felinos
Toda capela soando seu sino
Hoje não é dia, dia de morte...

Ruas sem sina, “Ides peregrinos!”
Como o destino, perdido e felino
Que achei de quimeras, ´inda menino

jairomellis
Enviado por jairomellis em 17/03/2007
Reeditado em 17/03/2007
Código do texto: T415752

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
jairomellis
São Paulo - São Paulo - Brasil
137 textos (8878 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 01:56)
jairomellis