Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Últimos momentos

 
  Hoje vivemos nossos últimos momentos,
  Num vil diálogo, pungente;  dolorido,
  Inutilmente, pr'ocultar o sofrimento,
  Nossa mudez, a revelar-nos o escondido.

  Tanto a dizer, mas nos calamos, simplesmente;
  Já foram tantos desenganos que vivemos.
  Não há desculpa, nem palavra que argumente,
  Ou justifique porque ainda nos queremos.
 
  As nossas vidas foram passos ritmados,
  Como uma valsa, lenta e triste, sem amor.
  Desarmonia, passos falsos, mal dançados.

  Fomos poema que rimou, tristeza e dor.
  Como esculturas, par de vasos, já trincados:
  Eu e Você, obras de arte, sem valor.

 * * * (©Marks 2001)
MARCELO MARQUES
Enviado por MARCELO MARQUES em 21/08/2005
Reeditado em 12/04/2007
Código do texto: T44161
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
MARCELO MARQUES
São Paulo - São Paulo - Brasil, 48 anos
37 textos (1236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/11/20 10:22)
MARCELO MARQUES