Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nunca mais

Eu te vejo trêmula sob a luz estremecida
É um tremor honesto de quem sonha para si
Egoísmo da juventude, reflexo do que perdi
Num bem estar de solidão bem resolvida

E este verde de seus olhos – grama orvalhada –
Em plena harmonia compondo a paisagem
Com o vento e o intenso azul desta miragem
O sorriso cortante e frio como faca amolada

Eu sigo te buscando, platonicamente amante
Iluminado por sua fronte tranquila e distante
Com o abandono solene das noites outonais

E te encontro, como um presságio intrigante
Como mensagem deixada pelo navegante
Com a despedida final: Nunca mais, nunca mais

Mauro Gouvêa
Mauro Gouvêa
Enviado por Mauro Gouvêa em 28/05/2014
Código do texto: T4823380
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mauro Gouvêa - www.recantodasletras.uol.com.br/autores/maurogouvea). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mauro Gouvêa
Alfenas - Minas Gerais - Brasil, 54 anos
432 textos (60330 leituras)
3 áudios (884 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/19 17:53)
Mauro Gouvêa