Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ébrios

Ébrios

A noite se esvai, calidamente beija o amanhecer.
No bar prestes a fechar, alguém ainda resta.
Um pobre ébrio que afoga suas magoas bebendo.
Brindando no cálice da dor sua ultima festa.

Ele já não consegue conter a dor então reclama,
O garçom lhe serve a bebida e lhe diz, e a ultima.
Ele olha o copo, com a tristeza a lhe consumir.
Bebe a ultima gota, seu ultimo adeus exclama.

O garçom, seu fiel sacerdote o leva até a porta.
E assiste o seu caminhar trôpego pelas calçadas.
Buscando algum hotel barato onde descansará.

A espera da noite que o levara de volta ao bar.
Onde outros ébrios, como ele, brindam sua dor.
Que a bebida que consome, não consegue curar!

Volnei Rijo Braga
Pelotas: 02/11/2015


Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 02/11/2015
Código do texto: T5435877
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
2317 textos (155553 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/21 18:20)
Volnei Rijo Braga