Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha Solitária Rua


Não acorda mais sonhos dentro
indiferente deixa-se voar ao vento
perdida não me concentro
não sei se mudo de rua ou o rumo do vento.

Disfarço minha tristeza
tento uma saída, quem sabe uma poesia.
Maldita rua,  fica pé na dura certeza
não lê minha oferta, minha doce carícia.

Parceira de tantos anos, encantos
hoje passa passos ocos, ouvidos moucos
não pensa mais comigo nos bancos.

Deserta de mim, presa nas raízes
tento a última jogada, preces a lua ou morro ,
neste hoje jardim de lágrimas e cruzes.

22/08/07
Maria Thereza Neves
Enviado por Maria Thereza Neves em 23/08/2007
Código do texto: T619576
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Thereza Neves
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
3365 textos (91945 leituras)
6 e-livros (225 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/17 23:15)
Maria Thereza Neves