Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENIGMÁTICA

Quem pode ser esta menina que amo tanto?
Que ora é sorriso e paz, ora é tristeza e pranto?
Que nunca se apresenta como a que eu almejo?
Quantas mulheres vêm, num único desejo?

Enigmática, não logro decifrá-la
Quanto mais quero ouvi-la, mais ela se cala
Se tento descobri-la, cruel ela se oculta
E quanto mais eu falo, menos ela escuta.

Em cada novo encontro chega diferente
Jamais deixa que eu sinta tudo o que ela sente
É mimetismo na alma (de quem? – nunca sei!)

Pois olha-me menina, abraça-me criança
Devora-me mulher, despede-se esperança
Retira-se, e eu me indago: qual delas amei?

Oldney Lopes©


Oldney Lopes
Enviado por Oldney Lopes em 25/08/2007
Reeditado em 06/09/2011
Código do texto: T622752

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Oldney Lopes - www.oldney.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Oldney Lopes
Brumadinho - Minas Gerais - Brasil
323 textos (65958 leituras)
4 e-livros (1281 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 01:40)
Oldney Lopes

Site do Escritor