Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TOURADAS

Mas se é o amor que me atiça a alma,
como os gravetos fazem na fogueira.
Por que retê-lo qual pérola à palma?
Se amar é infinita sexta-feira!

Dispenso o estetismo dos concretos!
Rejeito o ar blasé dos modernistas!
Paixão não edifica ângulos retos,
parnasianas curvas deixa à vista!

Não são demais os excessos ibéricos!
Navego pelo épico, pelo homérico!
Pecar por pouco é viver por nada!

Mas quando a pena seca ponho ao lado.
E a marcha toma conta do meu fado...
Toma-me, intrusa, a angústia das touradas.


*em inteiração a “Em nome do Parnasianismo” de Poeta Carioca.
Fonseca da Rocha
Enviado por Fonseca da Rocha em 19/01/2018
Reeditado em 11/10/2019
Código do texto: T6230281
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Fonseca da Rocha
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
126 textos (4972 leituras)
1 e-livros (49 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 17:17)
Fonseca da Rocha