Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não foi desta vez, meu Pai! (1)

São seis horas da manhã
Horário local do sertão
Acordamos cedo nesta quinta   (2)
Preparando-nos para o retorno, então!

Voltaremos para o Estado do Paraná
Via Maceió – Campinas – Maringá
Pelo “asa dura” da Aviação Azul
Muitos amigos deixaremos, cá!

Fomos à Rua, fomos às Missas,   (3)
À Feira, à “Torda” e à Sulanca   (4)
Ao Mercado da Carne, outras premissas!

E, não foi desta vez, meu Pai
Não fomos à Serra dos Meninos
Procurar a sua e minha rama, uai!
Notas do autor: (1) Soneto dedicado ao meu pai biológico Faustino Pinto.  (2) Quinta-feira, 11/01/2018. (3) Expressão “à Rua” é o mesmo que à Cidade, no caso Santana do Ipanema – AL.  (4) “Torda” é o mesmo que banca de venda de alguma coisa (não existe este substantivo nos dicionários) e Sulanca é o mesmo eu artigos de quinquilharias, coisas baratas, artigos de R$ 1,99, R$ 4,99, etc. (mais ou menos isso e este substantivo existe nos bons dicionários).
Autor: Adiones Gomes da Silva (Ponga) – Pres. da Sociedade dos Poetas Jandaienses – SPJ; Delegado Cultural de Jandaia do Sul – PR, via CONBLA/SP – CONF. BRAS. DE LETRAS E ARTES e Coordenador do Patrimônio Histórico e Artístico de Jandaia do Sul.
Obs.2: Documento nº 77, de 11/01/2018.
Obs.3: Acessem-nos via www.recantodasletras.com.br; Face: Adiones Gomes da Silva e ou/ Sociedade dos Poetas Jandaienses –SPJ; www.spjjandaia.blogspot.com.br, Canal do You Tube: Adiones Gomes da Silva (ou Adiones Gomes da Silva Silva), ou ainda, pelos telefones (43) 99957-4119, (43) 3432-6321 e (43) 3432-8613.
Ponga
Enviado por Ponga em 25/01/2018
Código do texto: T6236441
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Ponga
Jandaia do Sul - Paraná - Brasil, 69 anos
80 textos (11491 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 09:58)
Ponga