Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rosto de pedra

Flores do pré-histórico devaneio
na brasa de uma incógnita feroz:
por que houve nesta Saga, breve em nós,
caminhos extremos... nem um do meio...?

Por que este alcantil lúgubre e sem voz
sempre se expressou como num torneio?
"Que seja mastigado o bem alheio!
Quero vê-lo sofrer sem ser-lhe o algoz!"
 
A vida humana segue entre matilhas
(abelhas não se cansam de um trabalho
que não se compraz no rosto feliz...);

quer apenas compras, cartões de milhas,
jóias quebráveis, pôquer sem baralho,
xadrez - vitória - perda - ator - atriz...
Marcelo Moraes Caetano
Enviado por Marcelo Moraes Caetano em 02/09/2007
Reeditado em 04/09/2007
Código do texto: T635752

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (MARCELO MORAES CAETANO). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Moraes Caetano
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
246 textos (13423 leituras)
87 áudios (5959 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 10:25)
Marcelo Moraes Caetano