Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AINDA TEIMA...

Nesses campos solitários onde grita
Meu desespero assim tão forte soberano
Sumiram passos daquele bailar humano
Nem vibra o riso que o trágico doer dita.

Nos sonhos de amor que se perdem hoje assim
Brilhou antes a luz de doce ilusão, engano.
Eu rezo, mas nem Deus mais me responde, enfim.
Agora o escuro, a dor tristeza e, desengano...

Ai de minh’alma que fica presa a esse corpo
Só queria sarar, partir, se libertar
Será que para essa doença há um anticorpo?

Por que fui me perder, querer e, me encantar
Agora não sou nada, nada, só um subcorpo
Que desenganado ainda teima em te amar.
Tânia Regina Voigt
Enviado por Tânia Regina Voigt em 13/09/2007
Reeditado em 11/04/2009
Código do texto: T650316

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome da autora). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Regina Voigt
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
1026 textos (48262 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 00:00)
Tânia Regina Voigt