Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR DE INFÂNCIA

Já vai distante a minha mocidade,
Os verdes anos que a vida leva embora,
Um amor que eu tive, tão puro e sem maldade,
E que a vida levou de mundo afora.

Um ledo amor, daquela tenra idade,
Que se perdeu, nem sei onde é que mora,
Que, às vezes, vem nas asas da saudade
Trazer lembranças do tempo de outrora.

Pois esse amor – que não correspondido –
Foi o mais belo, ingênuo, mais querido,
Talvez aquele que mais dores me deu.

Já vai distante a carta apaixonada,
Que eu encontrei, perdida na calçada,
Que ela rasgou, cuspiu, nem sequer leu.
Caio César Muniz
Enviado por Caio César Muniz em 21/09/2007
Código do texto: T662275

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio César Muniz
Mossoró - Rio Grande do Norte - Brasil, 45 anos
11 textos (641 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 00:26)
Caio César Muniz