Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tarde demais

No efêmero instante, derradeiro,
As mãos apontando o firmamento,
Uma luz clareou meu pensamento
E enxerguei meu Eu verdadeiro.

Da minha gênese àquele momento,
Experimentando amores passageiros,
Havia dado por qualquer dinheiro,
Meu mais precioso sentimento.

Por não acreditar em quem se gosta,
Meu coração atormentado, mas silente,
Cumpria a penitência a ele imposta.

Este verdadeiro Eu que me envergonha,
Escancarado e nu na minha frente,
É justamente o que todo mundo sonha.
marcelo ferraz
Enviado por marcelo ferraz em 22/09/2007
Código do texto: T663230

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
marcelo ferraz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 51 anos
42 textos (734 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 07:15)
marcelo ferraz