Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Cotidiano


Sou eu, cotidianamente... eu!
Com todos os defeitos e acertos.
Sou eu em duas partes, um camafeu...
Uma jóia preciosa, ser em aberto.

Sou seu cotidiano... que escreveu
Golpes, cicatrizes e foi convertido
Em reflexão do tempo que aprendeu,
Do tempo que sofreu: não foi perdido.

Esse cotidiano mestre nosso!
Tecido em ouro e prata, perfumado
De jasmim e de laranja, é rosado.

Cotidiana oferta... nele posso
Dispensar todo amor e doação,
Receber teu carinho e sedução.
MVA
Enviado por MVA em 28/09/2007
Código do texto: T671708
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar o meu nome e meu site: www.marlenevieiraaragao.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MVA
São Paulo - São Paulo - Brasil
1957 textos (195952 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 08:18)

Site do Escritor