Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O amanha sempre nos espera.

O amanha sempre nos espera.
É às vezes fustigante a espera. Do acontecimento.
Não, não falemos de amor em eternidade.
Mas falamos das nossas alegrias.
Que estamos que venha a se realizar
Daquilo que a nossa alma sorri.
Do viver em paz. Do viver em plena harmonia.
A harmonia de nós. Nós e nós. A esperança
Do ver você. Do amar você. Do sentir seu corpo.
Numa extensão do meu corpo.
Sempre e sempre com teu sorriso teu amor.
E do meu desejar profundo. Na saudade

Saudades essa que me mata e me aflige
Se amanhã nos espera, então que chegue logo
Falar de amor, alegrias que realizaremos
Fica aqui é sempre uma dádiva a esperar
Um sonho a alcançar. Amo você
Não quero só o meu corpo te entregar
Quero ser tua, completamente tua
Esse é meu desejo. Teu desejo
Ah! Essa saudade estar a me matar.
Amo você.


Elio Candido Oliveira & Ilia Noronha.
Ilia Noronha
Enviado por Ilia Noronha em 01/10/2007
Código do texto: T676533

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ilia Noronha César Neta). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ilia Noronha
Manaus - Amazonas - Brasil, 34 anos
609 textos (49755 leituras)
7 e-livros (3260 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 08:46)
Ilia Noronha