Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NUNCA FUI SANTO

A navalha cortou os papéis em carne vivida;
E mostrou-se em sangue às letras do condenado...
A escrita da dor em uivos paralisado nos seus galhos;
Festejando a quimera do sofrer em piadas nuas...

Ah! Quão lastimável és tu vestido de palhaço;
Julgam-me por pérolas em asas voadoras...
Buscando em mim tua imagem em punhal enferrujado;
Para assovia em bando, pássaros voando alado...

Oh! Meu arlequim que em meio os faróis baila;
Na discreta dança das colombinas em cores frias;
Num findar de um carnaval em serpentina flor.

Sou o que dizem em ruas vazias pelas costas;
Porque a dor que sentem em prosa, são rimas...
Ourara aurora do que poderia estar por vir...
Sérgio Gaiafi
Enviado por Sérgio Gaiafi em 12/11/2019
Código do texto: T6793560
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Gaiafi
Campina Grande - Paraíba - Brasil, 53 anos
1187 textos (7855 leituras)
10 e-livros (162 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/01/20 05:40)
Sérgio Gaiafi