Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TROPICÁLIA

Fico dos discos empoeirados os riscos cantados e chiado;
Sou o toca dico gravando rumba em noites de natais;
Porque minha alma latina verve em cantos asfaltados;
Pelos ilê da roma depravada em língua morta nascente.

Sou um homem de romã com caroços de oliveira em mel;
Basta de macarrão em doce frutos do mar no sereno;
Despertando nas gôndolas de Veneza os recifes de corais;
Em mim uma tiara nos caracóis de cachos em ventos.

Sou o real passado em colagens de papel machê em lápis de cores
Em histórias de Gal, Caetano, Bethânia e Gil...
Música e letra, onde danam-se fitas cassetes gravadas.

Sou blusa bordada em magos em Odora da terra tropicália;
Mutantes pelas nostalgias em canções de poesia alegres;
Que pela bossa-nova não fez-se verão pelas marcas da história.


Sérgio Gaiafi
Enviado por Sérgio Gaiafi em 13/11/2019
Código do texto: T6794313
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Gaiafi
Campina Grande - Paraíba - Brasil, 53 anos
1190 textos (7878 leituras)
10 e-livros (163 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/20 14:56)
Sérgio Gaiafi