Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RECADO À ALMA

Falas a mim, tu, ó alma minha
Em frases ditas pelos ares e em silêncios
Em vãos de palavras, em entrelinhas
Do que acato deste mundo e o que dispenso

Tenho andado a espiar-te ultimamente
A olhar-te secretamente pelas frestas minhas
Ando no encalço dos teus rastros, de repente
Para entender-te ao saber com o que te alinhas

Se ainda torno os temores tão intensos
Perdoai-me, mansamente, ó minha alma
Sou aprendiz sobre o que sinto e o que penso

E nessa estrada em que andarilha ainda me faço
Novamente peço a tua calma, ó minha alma
Pois ao buscar-te, assim intensamente, encontro a mim mesma nos meus passos.

Érica Cinara Santos
Enviado por Érica Cinara Santos em 03/12/2019
Reeditado em 03/12/2019
Código do texto: T6809844
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Compartilhar no WhatsAppCompartilhar
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Érica Cinara Santos
Santarém - Pará - Brasil
139 textos (5369 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 22:24)
Érica Cinara Santos