Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O coração da abelha

Dádivas que e mostram salutares,
O amor os quaisquer que calares,
O amor e o ardor que tu os fares,
E sono sincero que não acham ares.

A abelha retumba a tua compaixão,
A vespa continua em sua dimensão,
O perdão que te contagia em remissão,
Falar a ela como um amor em unção.

A picada. O fim daquela doce abelhinha,
Para se defender dispêndio uma rinha,
E ela morreu defendendo a colmeia.

E como fosse o acaso que se semeia,
Ela ia de planta a planta, lugar a lugar,
Sem serpentina haveria que o mudar.
Gumer Navarro
Enviado por Gumer Navarro em 03/12/2019
Código do texto: T6809906
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gumer Navarro
São Paulo - São Paulo - Brasil, 36 anos
1990 textos (7368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/19 00:25)
Gumer Navarro