Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Natureza

Verdes campos que o orvalho serenou,
Céu tão azul que a luz do dia reencontrou,
Lago tranquilo, de água doce, cristalina,
Espelho vivo, onde o luar se admirou.

Folha viçosa, de textura aveludada,
Fruta madura, saborosa, adocicada,
Cheiro de terra, de sementes, de duendes,
De chuva fina que caiu de madrugada.

Vento forte que fustiga o capinzal,
Em noite escura, logo armando temporal,
Chuva grossa que renova, é passageira
E deixa os sapos coaxando no quintal.

São borboletas multicores, passarinhos,
São coelhos a correr, apressadinhos,
São esquilos, são mil grilos, pirilampos,
São aves fêmeas à procura de seus ninhos.

São manhãs de primavera e de beleza,
Em que alvas flores mostram ao sol sua singeleza,
Doces momentos que nos lembram com amor,
Da luz de Deus presente em toda a natureza.
wanner oliveira
Enviado por wanner oliveira em 10/10/2007
Código do texto: T688010

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
wanner oliveira
Araruama - Rio de Janeiro - Brasil
39 textos (1096 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 17:18)
wanner oliveira